Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de setembro de 2016. Atualizado às 19h18.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

eliminatórias da copa

Alterada em 01/09 às 19h22min

Em La Paz, Bolívia derrota o Peru e segue viva nas Eliminatórias da Copa de 2018

Com a ajuda de seus jogadores mais experientes, a seleção da Bolívia derrotou o Peru por 2 a 0, nesta quinta-feira, no estádio Hernando Siles, em La Paz, e segue viva nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, quer será na Rússia. Após sete rodadas, os bolivianos chegaram a seis pontos e subiram para a oitava colocação na tabela de classificação, ultrapassando justamente os peruanos, que ficaram com quatro.
Em campo, a Bolívia teve a estreia do treinador argentino Guillermo Hoyos, que substitui Julio Cesar Baldivieso, e a volta do centroavante Marcelo Moreno, ex-Cruzeiro, Flamengo e Grêmio, ausente da seleção há mais de dois anos por questões pessoais. E outro jogador experiente, o meia Pablo Escobar, foi o autor do primeiro gol, em bela cobrança de falta pela direita, aos 38 minutos do primeiro tempo.
Antes de abrir o placar, a Bolívia tinha dificuldades para penetrar na forte defesa peruana armada pelo técnico argentino Ricardo Gareca. O mesmo acontecia com o Peru, que sofria com os efeitos da altitude de mais de 3.600 metros acima do nível do mar. Tanto que o centroavante Paolo Guerrero, do Flamengo, pediu para ser poupado no primeiro tempo e só entrou no intervalo.
Com ele em campo, o Peru por pouco conseguiu o empate logo no primeiro minuto da segunda etapa. Ele recebeu na área de costas para o gol, fez um rápido giro para a direita e chutou de esquerda rente à trave direita do goleiro Romel Quiñonez.
Atrás no placar, os peruanos foram ao ataque, mas consagraram Quiñonez, que fez três defesas difíceis e pôde comemorar, aos 42 minutos, o gol que garantiu a vitória boliviana por 2 a 0. Aos 42 minutos, após escanteio cobrado pelo lado esquerdo, o volante Ronald Raldés cabeceou com força no contrapé do arqueiro Pedro Gallese.
Na próxima rodada das Eliminatórias, a oitava, a Bolívia visitará o Chile no estádio Monumental David Arellano, em Santiago, nesta terça-feira, às 20h30 (de Brasília). No mesmo dia, o Peru receberá o Equador no estádio Nacional, em Lima, às 23h15. Para a Copa de 2018 avançam direto os quatro primeiros colocados. O quinto disputará uma repescagem contra um representante da Oceania.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia