Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de setembro de 2016. Atualizado às 22h28.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Consumo

Notícia da edição impressa de 30/09/2016. Alterada em 29/09 às 22h32min

Empresários do comércio ampliam confiança

Apesar da melhora sobre uma base deprimida, expectativa é de estabilização dos dados negativos no setor

Apesar da melhora sobre uma base deprimida, expectativa é de estabilização dos dados negativos no setor


MARCELO G. RIBEIRO/JC
O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) de setembro apresentou variação positiva na comparação com o mesmo mês do ano passado, fechando com um crescimento de 13,6%. Em relação a agosto, a elevação foi de 2,2%. Na média de 12 meses, o indicador atingiu 83,3 pontos, crescendo em relação à média apurada em agosto (82,4 pontos). Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pela Fecomércio-RS.
Os resultados de setembro evidenciam que a confiança dos empresários do comércio segue um processo de recuperação. O Icaec, que mede as condições atuais, registrou elevação de 24,9% na comparação com setembro de 2015 e de 7,6% sobre agosto último, ficando em 54,3 pontos. O movimento de alta foi disseminado em todos os pontos analisados (economia brasileira, comércio e a própria empresa). "O índice que mede a percepção sobre as condições atuais da economia brasileira reforça os sinais de interrupção na queda e estabilização da atividade econômica já emitidos por outros indicadores", afirma o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn. O dirigente destaca, no entanto, que essa melhora ocorre sobre uma base bastante deprimida.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia