Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de setembro de 2016. Atualizado às 10h18.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Vitória de Hillary em debate nos EUA sustenta dólar em queda

O dólar opera em queda ante o real nesta terça-feira (27), refletindo o exterior mais tranquilo após pesquisas apontarem que a candidata democrata Hillary Clinton venceu no primeiro debate com o republicano Donald Trump, na segunda à noite. Há alguma influência local também do relatório Trimestral de Inflação (RTI) do Banco Central.

Segundo o sócio da gestora Absolute Investimentos, Roberto Campos, o BC demonstrou confiança ainda maior nos efeitos da política monetária - tanto que projetou inflação abaixo do centro da meta em 2017.

O cenário de referência prevê Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 4,4% em 2017. A mais recente ata do Comitê de Política Monetária (Copom), divulgada no início de setembro, citava previsão de alta de 4,5% - exatamente no centro da meta. No relatório de inflação divulgado em junho, o BC esperava alta da inflação oficial de 4,7%.

Às 9h37min, o dólar à vista recuava 0,57% aos R$ 3,2246. O contrato para outubro caía 0,55% aos R$ 3,2265.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia