Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 19 de setembro de 2016. Atualizado às 08h23.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

19/09/2016 - 08h06min. Alterada em 19/09 às 08h25min

Bolsas asiáticas fecham em alta com previsão de que Fed não agirá nesta semana

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta segunda-feira (19), com muitas delas retomando negócios após feriados recentes, em meio à avaliação de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) não voltará a elevar juros nesta semana.
"Definitivamente, eles (o Fed) não vão agir em setembro", previu Kay Van-Petersen, estrategista global de macroeconomia do Saxo Bank em Cingapura.
Segundo Van-Petersen, essa visão ajudou os mercados na Ásia a se recuperarem de recentes perdas, causadas por temores de que os EUA e o Japão pudessem estar se preparando para retirar estímulos monetários.
O Fed e o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) têm reuniões nesta terça e quarta-feira (20 e 21), e há um crescente consenso de que ambos os BCs farão anúncios de política monetária que serão, na pior das hipóteses, neutras para os mercados.
Contratos futuros negociados no CME Group indicam que são muito reduzidas as chances de o Fed aumentar juros nesta semana e que há maior probabilidade de uma elevação em dezembro.
Quanto ao BoJ, a expectativa é para o resultado de uma "ampla reavaliação" da agressiva política de estímulos que o BC japonês vem implementando nos últimos três anos e meio. Na China, cujos mercados não operaram na quinta e sexta devido a um feriado local, o índice Xangai Composto subiu 0,77%, a 3.026,05 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 1,1%, a 2.001,29 pontos. Pequim aprovou nesta segunda projetos de infraestrutura no valor de 30 bilhões de yuans (US$ 4,5 bilhões), enquanto o PBoC (o BC chinês) injetou ontem 140 bilhões de yuans líquidos no mercado monetário.
Também retornando de feriados, o Taiex liderou ganhos na Ásia, com um salto de 2,81% em Taiwan, a 9.152,88 pontos, impulsionado por ações de fornecedores da Apple favorecidos pelo lançamento bem-sucedido dos novos modelos do iPhone, enquanto o Hang Seng apresentou ganho de 0,92% em Hong Kong, a 23.550,45 pontos.
Em Seul, cujos mercados ficaram fechados entre quarta e sexta-feira, o índice sul-coreano Kospi avançou 0,82%, a 2.015,78 pontos, enquanto em Manila, o filipino PSEi subiu 0,29%, a 7.575,84 pontos. Hoje, a Bolsa de Tóquio não operou em função de um feriado nacional no Japão.
Na Oceania, falhas técnicas limitaram os negócios no mercado australiano a apenas poucas horas e o índice S&P/ASX 200 ficou praticamente estável, a 5.294,80 pontos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia