Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de setembro de 2016. Atualizado às 11h28.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

16/09/2016 - 11h29min. Alterada em 16/09 às 11h31min

Bovespa abre em queda e amplia perdas após Nova Iorque

Em meio à cautela antes das reuniões de política monetária do Federal Reserve (o banco central norte-americano) e do Banco do Japão (BoJ), ambas na semana que vem, a Bovespa abriu em queda nesta sexta-feira (16), e ampliou as perdas na sequência, em sintonia com o início dos negócios em Wall Street. A aversão a ativos de risco no mundo é reforçada ainda pela fraqueza do petróleo, com os contratos futuros da commodity negociados em baixa de mais de 2,0% em Londres e em Nova Iorque.
Às 10h37min, o Ibovespa recuava 1,05%, aos 57.299,05 pontos, perto das mínimas, pressionado principalmente pelas ações da Petrobras. O pregão local também tem influência técnica do vencimento de opções sobre ações, na próxima segunda-feira.
Em Wall Street, o Dow Jones perdia 0,51%, o S&P 500 cedia 0,28% e o Nasdaq recuava 0,29%.
De olho na reunião do Federal Reserve, os investidores avaliam dados de inflação ao consumidor divulgados mais cedo, que vieram acima do previsto e aumentam as incertezas em Wall Street nesta manhã.
Vale lembrar que esta sexta-feira é dia de Quadruple Witching no mercado norte-americano, um pregão de liquidação de índices de futuros, de índices de opções, de opções sobre ações e de futuros sobre ações.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia