Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 10 de setembro de 2016. Atualizado às 21h32.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Funcionalismo

08/09/2016 - 20h48min. Alterada em 10/09 às 21h37min

Governo gaúcho chama concursados para tentar aumentar a arrecadação

Os 100 técnicos atuarão na Receita Estadual, Tesouro e Contadoria e Auditoria-Geral ligados à Fazenda

Os 100 técnicos atuarão na Receita Estadual, Tesouro e Contadoria e Auditoria-Geral ligados à Fazenda


FREDY VIEIRA/JC
Para buscar mais arrecadação, o governo do Rio Grande do Sul decidiu chamar concursados de áreas da Secretaria Estadual da Fazenda. São 100 técnicos a serem distribuídos entre a Receita Estadual, Tesouro e Contadoria e Auditoria-Geral. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (8) pelo governo estadual que apontou como focos prioritários da medida ainda o combate a sonegação e controle de gastos.
Os novos servidores, com nomeação publicada em edição especial do Diário Oficial do Estado nesta quinta, estarão submetidos ao regime de Previdência Complementar do Estado, que entrou em vigor no dia 19 de agosto. Até outubro devem ser convocados aprovados para o cargo de auditor fiscal.
As nomeações são possíveis porque o Estado não está mais nos limites proibitivos da Lei de Responsabilidade Fiscal, informou a Fazenda. O Afocefe-Sindicato dos Técnicos Tributários do RS publicou nota em seu site indicando que um "novo ciclo" está começando com o chamamento e lembrando que a última nomeação de técnicos havia sido feita em 2006, de concurso de 2001. 
O governador José Ivo Sartori autorizou nesta quinta também a contratação de 770 brigadianos. Na semana passada, havia sido 220 agentes da Polícia Civil. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia