Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 07 de setembro de 2016. Atualizado às 18h39.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 07/09 às 18h43min

Ouro fecha em queda com recuperação parcial do dólar

Os contratos futuros de ouro fecharam em queda nesta quarta-feira (7) revertendo a direção do início do dia em meio a um movimento de recuperação do dólar após o recuo registrado desde ontem.
O contrato para dezembro negociado na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), encerrou com perda de 0,35%, a US$ 1.349,2 por onça-troy, após tocar US$ 1.357,60 durante o pregão. Ontem, os preços haviam atingido o maior patamar em duas semanas.
Dados negativos do setor de serviços retiraram sustentação da alta do dólar das últimas semanas, o que favorece o ouro. Por ser negociado na moeda norte-americana, os contratos ficam mais baratos e atraentes para investidores que usam outras divisas quando esta perde valor.
Ao longo da sessão de hoje, porém, a moeda norte-americana se recuperou parcialmente. Perto do horário do fechamento das bolsas em Nova York, o índice do dólar subia 0,14%, mas ainda recuava frente ao iene.
Investidores também mantiveram a cautela em relação à reunião do Banco Central Europeu (BCE), que acontece amanhã. Embora analistas não acreditem novos estímulos possam ser anunciados, o ouro ganha atratividade quando a política monetária se mantém relaxada.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia