Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 22 de setembro de 2016. Atualizado às 20h33.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Carlos Pires de Miranda

Gastronomia

Notícia da edição impressa de 23/09/2016. Alterada em 22/09 às 17h58min

Carne de onça curitibana

Carne de onça

Carne de onça


PRISCILA FIEDLER/DIVULGAÇÃO/JC
Diz-se que a receita, originária da Europa e do Oriente Médio, surgiu em Curitiba na década de 1940, no bar Toca do Tatu. De onça, o que fica é o bafo após a degustação, porque a carne utilizada é um inocente patinho (ou alcatra) bovino. O fato é que faz tanto sucesso que, por um projeto de lei que já tramita na Câmara, está prestes a se transformar em patrimônio cultural da cidade. Em Porto Alegre se encontram assemelhados: hackepeter, steak tartare ou o quibe cru. Mas a autêntica carne de onça é a da receita seguir.
Carne de onça
Por Jorge Tonatto, do Bar do Alemão
Ingredientes:
1 kg de carne (alcatra ou patinho)
1 maço de cebolinha verde picadinha
1 cebola picada bem miúda
1 gema de ovo
100 ml de azeite de oliva
sal e pimenta-do-reino
maionese
mostarda
1 pão de centeio redondo fatiado
Modo de preparar
1. É fundamental remover da carne nervos, gordura ou sebo e passá-la duas vezes pelo moedor.
2. Passar uma camada fina de maionese sobre as fatias de pão e, sobre elas, colocar a carne moída, sem apertar.
3. Temperar com sal e pimenta-do-reino e pincelar gema de ovo sobre a carne. Cobrir com cebola, cebolinha e mostarda.
4. Finalizar com mais sal, pimenta e regar com azeite de oliva.

adega

Dilor Freitas fundou a Villa Francioni, após anos de pesquisas e consultas, percorrendo as mais famosas regiões produtoras do planeta. Na altitude de São Joaquim (SC) ergueu um exemplar complexo para cultivo e vinificação, mas morreu antes de ver as primeiras garrafas no mercado, o que ocorreu em 2004.
Agora o rótulo com seu nome - o Dilor - passa a integrar o portfólio da Villa Francioni. A safra escolhida foi a de 2009 e o vinho tem Cabernet Franc, Merlot, Malbec, Cabernet Sauvignon, Syrah e Petit Verdot. Passou 30 meses em barricas novas de carvalho francês e custa R$ 380,00.
Dias 26 e 27 de setembro a Porto a Porto faz seu Wine Tasting, uma feira de vinhos e produtos gastronômicos de oito países. Será no showroom da importadora em Porto Alegre, com degustações das 14h às 20h, para clientes e convidados.
Casa da Montanha investiu em vinhedos (Vila Peccin) e agora começa a produzir sua linha de espumantes (foto) Brut, Rosé e Prosecco, cada um deles batizado com o nome de um dos hotéis do grupo.
 

via e-mail

via e-mail - nota 2
via e-mail - nota 2
WALCYR MATTOSO/DIVULGAÇÃO/JC
Esse da foto é um saborosíssimo filé de robalo, que encontrei no Zaffari Higienópolis por R$ 99,90 o quilo. Apresentei lá em casa dia desses, saí do almoço aplaudido e com pedidos de bis. Quando quis repetir a compra, nem sinal de robalo na peixaria do supermercado. Ah, Porto Alegre...
Bistrô do Sheraton Porto Alegre terá jantar harmonizado com rótulos da chilena Concha Y Toro. A noite terá quatro pratos do novo menu do bistrô (na foto, um filé à Wellington desconstruído, com cogumelos). Nesta sexta-feira, a partir das 19h,
R$ 149,00 ( 10%). Reservas: (51) 2121-6060.
Será dia 27 a inauguração do Palazzo Centro de Eventos, em área com 600m² e capacidade para 1 mil pessoas, no terceiro andar do Bourbon Shopping Wallig. Três duplas de designers e chefs mostrarão uma síntese de suas obras: o grande Rui Spohr e Carlos Kristensen formarão uma delas.
Sabores de Canela, festival que reúne um elenco de restaurantes da cidade serrana, já tem data: de 1 a 30 de outubro.

Música e gastronomia

muito prazer
muito prazer
ARQUIVO PESSOAL/DIVULGAÇÃO/JC
O 8º Festival de Cultura e Gastronomia de Gramado terá apresentações de Toquinho, Ed Motta, Yamandu Costa, orquestras de Gramado e alguns nomes fortes da gastronomia, como Marcus Livi, Alexandre Baggio, Morena Leite (foto), Carol Albuquerque, Willem Vandeven, Alex Floyd e Manu Buffara. Estes vão cozinhar nos festins (jantares harmonizados), em alguns prestigiados restaurantes gramadenses.
Mas a grande festa ocorrerá na Rua Coberta e na rua ao lado da Igreja São Pedro: 14 restaurantes estarão representados, atendendo ao público na área central da cidade. Por exemplo: Cantina Pastaciutta, Bodega, Divino, Petit Brasil, Colosseo, Josephina, Sabor de Famille, Casa Francesa, Di Pietro e Malbec.
O festival acontece nos dias 6, 7, 8, 9, 13, 14, 15 e 16 de outubro. Os festins ocorrerão em cada uma dessas noites e o primeiro será no Malbec, dia 6, com o chef Marcus Livi. Ingressos (R$ 220,00) e informações: (54) 3286-5400.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia