Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de setembro de 2016. Atualizado às 23h37.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 16/09/2016. Alterada em 15/09 às 20h15min

Frases e personagens

Pedro Westphalen (PP), secretário estadual dos Transportes

Pedro Westphalen (PP), secretário estadual dos Transportes


FREDY VIEIRA/JC
"Temos um plano estadual de rodovias, concessões. Mas temos alguns passos preliminares demorados. A decisão do governo federal é boa para o Rio Grande do Sul." Pedro Westphalen (PP), secretário estadual dos Transportes.
"A lei não pode mais permitir que os fundos de pensão sejam geridos de modo tão displicente, temerário ou, como se viu, até mesmo criminoso. Nem é mais aceitável, sob qualquer ponto de vista, que um indivíduo sem credencias técnicas e éticas venha a ser responsável por gerir um fundo de pensão." Germano Rigotto (PMDB), ex-governador.
"As acusações apresentadas pelo Ministério Público Federal (MPF) têm motivação política, carecem de respaldo jurídico e são uma farsa. Estou indignado com as coisas que estão acontecendo no País. Conquistei o direito de andar de cabeça erguida. Provem uma corrupção minha, que irei a pé para ser preso" Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ex-presidente.
"A denúncia do MPF contra o ex-presidente Lula tem o objetivo de impedi-lo de participar de novas eleições. É mais um episódio de perseguição a que o ex-presidente está sendo submetido." Rui Falcão, presidente do PT.
"Os óculos são um dos produtos mais pirateados no País. Segundo dados da Comissão de Combate à Informalidade da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS), 40% do produto é falsificado no Estado, enquanto no Brasil o índice aumenta para 70%. Além dos produtos piratas, a concorrência também atua de forma ilícita: 55% do comércio está na ilegalidade. Diante este cenário, o prejuízo do setor formal fica em torno de 28%." Eduardo Machado, vice-presidente da Ajorsul.
"Os óculos podem ser acessórios de moda, mas também já se tornaram um produto de saúde. Portanto, é importante ressaltar às pessoas que investem neste tipo de mercadoria, que elas estão propensas a correr riscos, como aceleração da catarata e degeneração macular por efeito da radiação." Também Eduardo Machado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia