Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de setembro de 2016. Atualizado às 00h09.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 15/09/2016. Alterada em 14/09 às 20h33min

Frases e personagens

Cezar Schirmer (PMDB), secretário estadual de Segurança

Cezar Schirmer (PMDB), secretário estadual de Segurança


JONATHAN HECKLER/JC
"São cerca de 300 brigadianos cedidos a outros setores do Executivo, do Legislativo e do Judiciário. Aos poucos, estão retornando e, da Assembleia, a maioria voltará até o final do ano." Cezar Schirmer (PMDB), secretário estadual de Segurança.
"Eu sei que na Brigada e na Polícia Civil faltam pessoal e recursos. Mas não é tudo. Por isso, tem que ter criatividade, engajamento dos municípios e do governo federal. A arrecadação não aumenta, não pode só colocar mais gente, mais gente. Aí, não paga bem, vem reclamação, vem o atraso no pagamento. Mas é possível fazer mais com menos." Também Cezar Schirmer.
"A partir de setembro, a Associação do Comércio de Joias, Relógios e Óptica do Rio Grande do Sul (Ajorsul) participará, de forma oficial, das reuniões da Comissão de Combate à Informalidade da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS). A entidade, que já havia participado de encontros anteriores representada pelo vice-presidente Eduardo Machado, recebeu no mês de agosto o convite formal para integrar a comissão." Celso Stürmer, presidente da Ajordul.
"Estamos unindo esforços no combate à pirataria dos produtos e ao comércio informal que, além de causar prejuízos aos segmentos, prejudicam também o consumidor. A Comissão já tem um trabalho focado no setor óptico e agora, com o nosso ingresso, também poderemos atender demandas na relojoaria e na venda informal de ouro, por exemplo." Também Celso Stürmer.
"Parece ser absurdo o que vou falar, mas talvez seja o momento de uma reflexão se o Mercosul deve ser uma união aduaneira, levando-se em conta as mudanças que acontecem no Brasil e na Argentina, assim como no mundo. O exemplo são as transformações de blocos internacionais, a saída do Reino Unido da União Europeia." Renato Smirne Jardim, superintendente de Políticas Industriais e Econômicas da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia