Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 05 de agosto de 2016. Atualizado às 00h08.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

eleições 2016

Notícia da edição impressa de 05/08/2016. Alterada em 04/08 às 23h48min

Marchezan é lançado candidato pelo PSDB, com segundo maior tempo de propaganda

Candidatura de Marchezan (ao centro) foi oficalizada nesta quinta-feira

Candidatura de Marchezan (ao centro) foi oficalizada nesta quinta-feira


CASSIANA MARTINS/JC
Em um ato político realizado na noite desta quinta-feira no Clube do Comércio, no Centro da Capital, o PSDB celebrou o deputado federal gaúcho Nelson Marchezan Júnior como o candidato tucano à prefeitura de Porto Alegre. O evento contou com amplo respaldo dos aliados do PP, do qual as principais lideranças, como os vereadores Kevin Krieger e Mônica Leal, e até a senadora Ana Amélia Lemos, que enviou um vídeo, reforçaram seu apoio ao tucano. A formalização da candidatura de Marchezan aconteceu à tarde, no diretório municipal do PSDB, onde também foi validada a nominata que traz os 12 concorrentes da sigla à Câmara Municipal, dos quais três mulheres. O PP formalizou oficialmente seu apoio a Marchezan na quarta-feira, depois de uma disputa que havia dividido o diretório municipal, e contribui com outros 41 candidatos a vereador e com o vice Gustavo Paim. Além disso, fecham a aliança em torno do tucano, o PTC e o PMB. O primeiro entra com apenas um candidato a vereador, e o PMB, que contribuirá somente com seu tempo de TV, escolheu não apresentar nenhum nome à Câmara.
De acordo com Marchezan, que ainda comemorava a adesão do PP ocorrida na véspera, a chegada da sigla foi "significativa pela real viabilidade eleitoral, pela experiência, os quadros e o tamanho da legenda". A coligação é a terceira com mais siglas no pleito deste ano, atrás do bloco de apoio a Sebastião Melo (PMDB), que tem 14 partidos, e Maurício Dziedricki (PTB), que conta com seis siglas. Devido à representatividade do PSDB e do PP na Câmara, Marchezan fica com o segundo maior tempo de rádio e TV.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia