Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 23 de agosto de 2016. Atualizado às 20h55.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

greve

Alterada em 23/08 às 21h00min

Greve do Itamaraty tem adesão de mais de 60 postos no exterior, diz sindicato

A greve dos funcionários do Itamaraty teve adesão de mais de 60 postos no exterior, entre eles os de Washington, Pequim, Londres e Tóquio. Foi o que informou nesta terça-feira (23), o sindicato da categoria, o Sinditamaraty. Na capital federal, um grupo de grevistas participou de uma manifestação em frente ao Palácio do Itamaraty durante a tarde. Eles prometem um ato em frente ao Ministério do Planejamento, nesta quarta-feira, 24.
A categoria iniciou a paralisação nesta semana, depois que fracassaram as tentativas de negociar um reajuste. A proposta apresentada pelo Planejamento, um reajuste de 27,9% dividido em quatro parcelas, foi recusada em assembleia. Os grevistas alegam que recebem menos do que colegas de outras categorias de Estado, como fiscais da Receita e policiais federais. Dependendo da faixa funcional, a diferença chega a 31,88%.
A greve ocorre num momento em que o governo do presidente em exercício, Michel Temer, tenta barrar no Congresso Nacional reajustes salariais já negociados com outras categorias. A avaliação é que, diante da difícil situação das contas públicas, não há espaço para aumentar despesas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia