Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 24 de agosto de 2016. Atualizado às 10h10.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

23/08/2016 - 20h32min. Alterada em 23/08 às 20h32min

Projeto piloto da Oi oferece wi-fi gratuito mesmo para clientes de outras operadoras

A empresa de telefonia Oi lançou um projeto piloto que visa oferecer internet wi-fi gratuita a clientes de qualquer operadora em todo o Brasil. Os usuários terão acesso a 2 milhões de pontos de conexão distribuídos pelo país, sendo que 158 mil estão no Rio Grande do Sul. Com a iniciativa, usuários podem se conectar à internet sem fio da Oi em locais específicos (hotspots), evitando assim gastar sua franquia de dados móveis.
Para ter acesso a rede os interessados devem fazer o download do aplicativo Oi Wi-fi, seguir o passo-a-passo e aceitar os termos do App. Assim que o usuário se conectar à rede, um “banner” será mostrado na tela do smartphone e permanecerá visível enquanto o wi-fi estiver em uso. O aplicativo só está disponível somente para smartphones Android. Clientes Oi terão a navegação Premium sem publicidade. Para quem quiser navegar sem interferência de banner publicitário, os preços variam de R$ 5,79 (uma hora) a um mês (R$ 19,99), pagos através do cartão de crédito.
O aplicativo Oi Wi-fi, que já ultrapassou a marca de 5 milhões de downloads. Ele interage com o sistema operacional do smartphone e conecta automaticamente aos hotspots mais próximos do cliente. Os principais pontos estão em aeroportos, shoppings, orla, lojas de conveniência, estádios de futebol e redes de fast food.
Em nota, a Oi informou que investiu mais de R$ 145 milhões no Rio Grande do Sul no primeiro semestre de 2016. O investimento é 18% superior ao de 2015, no mesmo período.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Cristiano 24/08/2016 08h34min
O investimento é obrigatório como concessionária. Investiram ou arrumaram o péssimo serviço como obrigação com o consumidor?
Rodrigo 23/08/2016 21h42min
R$ 145 milhões onde? Não seria OBRIGAÇÃO pela concessão? Alô?! Chama o juridico consumidor kkkk