Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 18 de agosto de 2016. Atualizado às 01h17.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Saúde animal

Notícia da edição impressa de 18/08/2016. Alterada em 17/08 às 21h43min

UniRitter inaugura centro veterinário de consultas

Espaço terá capacidade para 1,7 mil consultas e 280 cirurgias mensais

Espaço terá capacidade para 1,7 mil consultas e 280 cirurgias mensais


MARCO QUINTANA/JC
Suzy Scarton
A partir de segunda-feira, os moradores da Capital e arredores contarão com um novo local de atendimento a animais de pequeno porte, como cães e gatos. O Centro de Saúde Veterinária UniRitter foi inaugurado ontem, na avenida Manoel Elias, 1.480, na zona Norte, e terá capacidade para 1,7 mil consultas e 280 cirurgias mensais.
A tabela de preços das consultas e procedimentos será divulgada na segunda-feira, mas a reitora da universidade, Laura Frantz, adianta que os valores seguirão o padrão de demais hospitais-escola da região. No entanto, a reitora garante que diversos projetos de extensão que visam à comunidade carente estão sendo realizados. "Uma disciplina que temos é o Programa Interdisciplinar Comunitário, onde mapeamos os animais do entorno para identificar as principais enfermidades. A partir desse diagnóstico, desenharemos os projetos de extensão", explica.
O centro ainda não pode ser chamado de hospital - isso deve ocorrer em 2017, quando o local passará a atender 24 horas. Até março do ano que vem, funcionará das 8h às 20h e envolverá o trabalho de cerca de 20 profissionais, entre técnicos, veterinários, professores e alunos do curso de Medicina Veterinária a partir do 7º semestre. Depois, então, os pacientes poderão ficar internados e haverá um plantonista 24 horas. No entanto, a entrada do pronto-socorro 24 horas só será liberada em março de 2018, quando todas as fases estarão concluídas.
Quando completo, o centro contará com três consultórios e três salas de cirurgias, além de disponibilizar serviço de fisioterapia, oncologia, quimioterapia, diagnóstico por imagem (ultrassom e raio x), patologia, sala de laudos e sala exclusiva para animais infecciosos. Já na entrada, aquele animal que estiver com suspeita de infecção entrará por uma porta separada. Feita a triagem, será encaminhado à consulta normal ou a uma sala especial, onde ficará isolado até ser encaminhado para um hospital com centro de isolamento.
Por enquanto, somente uma sala cirúrgica será utilizada. Segundo Laura, serão realizadas operações de variadas complexidades em animais de pequeno porte. "Temos espaços diferenciados para grandes animais, como o Pavilhão de Grandes Animais no campus da Faculdade Porto-Alegrense (Fapa) e um convênio com o hospital do Jockey Club, para cirurgias em equinos. Também temos convênio com propriedades de animais de produção, cujos procedimentos são feitos lá mesmo", conta Laura.
As outras duas salas cirúrgicas serão liberadas nos próximos dois anos. A obra do centro levou três meses para ser concluída, mas a universidade não revelou qual foi o valor do investimento. O segundo andar do estabelecimento, que também será entregue em 2017, será uma ala sem circulação de pacientes, destinada aos alunos e aos funcionários do centro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia