Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 31 de agosto de 2016. Atualizado às 16h18.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

RIO-2016

Alterada em 31/08 às 16h18min

Excluída da Paralimpíada, Rússia fará competição paralela em Moscou

Agência O Globo
A Rússia organizará a partir da próxima quarta-feira uma competição de dois dias para seus atletas paralímpicos, excluídos dos Jogos do Rio, anunciou o presidente do Comitê Paralímpico Russo, Vladimir Loukine.
"Planejamos organizar uma série de competições para os atletas paralímpicos do país em um centro de treinamento da região de Moscou", afirmou.
O evento começará em 7 de setembro, dia da cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos do Rio, e terminará no dia seguinte, enquanto a competição no Brasil prosseguirá até 18 de setembro.
No início de agosto, o Comité Internacional Paralímpico decidiu excluir o Comitê Paralímpico Russo em consequência de um vasto escândalo de doping.
Na semana passada, o Tribunal Arbitral do Esporte rejeitou o recurso apresentado pelos russos, uma decisão considerada "fora da lei, moral e humana", pelo presidente russo Vladimir Putin.
A Rússia foi acusada pela Agência Mundial Antidoping (Wada) de ter colocado em prática um imenso sistema de doping. Para os Jogos do Rio-2016, o Comitê Olímpico Internacional (COI) estabeleceu que cada federação esportiva deveria decidir quais atletas poderiam competir nas Olimpíadas.
Com a decisão, a Rússia perdeu 113 atletas para os Jogos Rio-2016, incluindo quase toda a delegação do atletismo (67 atletas de 68).
Apesar da retirada de quase um terço de seus atletas, a Rússia terminou a Rio-2016 em quarto lugar no quadro de medalhas, com 19 ouros.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia