Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 30 de agosto de 2016. Atualizado às 18h32.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

futebol

Alterada em 30/08 às 18h35min

AFA comemora volta de Messi à seleção argentina nas redes sociais

Agência O Globo
O primeiro treino de Messi na seleção sob o comando de Edgardo Bauza foi comemorado pela Associação de Futebol Argentino (AFA). A entidade postou fotos do camisa 10 no campo na cidade de Ezeiza, na Argentina, onde o time treina para receber o Uruguai, na quinta-feira, pela eliminatória da Copa do Mundo, em Mendoza.
"Bem-vindo, Leo! Messi já está em Ezeiza vestindo as cores da Argentina", postou a AFA.
Messi havia dito que não jogaria mais pela seleção após a derrota na final da Copa América para o Chile. A decisão foi recebida com tristeza pelos torcedores argentinos, que viram a AFA entrar em uma crise política e administrativa pouco antes do início da Olimpíada. A Argentina chegou a ter a participação na Rio-2016 ameaçada por não conseguir montar um elenco para a competição.
No meio da crise, Tata Martino deixou o cargo de treinador da seleção, que ficou sem comandante no time principal até o meio dos Jogos. Julio Olarticoechea assumiu a equipe olímpica, que caiu na primeira fase. Ainda no início de agosto, Edgardo Bauza, ex-São Paulo, assumiu o cargo para treinar o time na elminatória para a Copa do Mundo de 2018. Uma das primeiras ações do treinador foi viajar até Barcelona para convencer Messi a voltar para a seleção. A boa relação entre os dois também foi celebrada pela AFA e por Messi nas redes sociais.
Antes mesmo do treino, Bauza já havia falado sobre o seu contato com Messi. O treinador elogiou o atacante, e disse que vai tentar montar um time de forma que ele não tenha que ser o "salvador".
"O que pretendo é que Messi saia dessa situação: não quero que seja ele a resolver todos os problemas da seleção. Por isso digo que vamos trabalhar para buscar soluções. É um lindo desafio. Messi provoca uma preocupação no rival. Creio que se podemos envolver-lo bem o time em si vai se beneficiar. E ele também. Já falamos no papo algo sobre seu posicionamento. Há duas ou três variantes. Uma coisa está clara: ele sempre vai ter dois ou três rivais ao redor. O que precisamos é trabalhar para aproveitar isso com os outros jogadores que fiquem desmarcados. Há hierarquia", comentou o técnico, que disse preferir o esquema 4-2-3-1.
Bauza revelou detalhes de sua conversa com Messi e disse ter gostado do diálogo.
"Me surpreendeu falando de futebol. Messi sabe tudo. Mais do que muitos acreditam. Falamos muito, da ideia que tenho, da Copa América, do Mundial...Demonstrou estar muito envolvido em tudo. Esse tipo de diálogo é bom. O encontro durou uma hora e quarenta e cinco minutos, mais ou menos. No começo, nos primeiros 10, me dei conta que ele estava me estudando um pouco. Me escutava atento. Depois se soltou", comentou o técnico.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia