Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 28 de agosto de 2016. Atualizado às 18h36.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 28/08 às 18h39min

Palmeiras vence Fluminense com gols no 1º tempo e amplia vantagem na liderança

O Palmeiras é mais líder do que nunca do Campeonato Brasileiro. Sem tomar conhecimento do Fluminense, venceu por 2 a 0, neste domingo, no Mané Garrincha, em Brasília, e ampliou para três pontos a vantagem em relação ao segundo colocado, agora o Flamengo, que derrotou a Chapecoense: 43 a 40. Mais do que isso, mostrou um futebol consistente e envolvente, muito superior ao apresentado pelo adversário.
Em 45 minutos, o Palmeiras resolveu o jogo. O técnico Cuca pediu que seus jogadores adiantassem a marcação, jogando no campo de ataque do Fluminense. O efeito foi imediato. A equipe do Rio não conseguia passar o meio de campo. Por outro lado, o time paulista encurralava o adversário e, com seus atacantes - Dudu, Gabriel Jesus e Érik -, confundia a marcação.
Diante de um domínio tão claro, o gol palmeirense era questão de tempo. E ele veio com Dudu, aos 19 minutos. Jean cruzou da direita, a bola passou por toda a área do goleiro Diego Cavalieri, que saiu mal e deixou o atacante palmeirense livre para completar para as redes, em um lance acrobático: 1 a 0.
Mesmo com o gol, o Palmeiras não diminuiu a intensidade. Cuca sabia que era o momento de aproveitar a ampla superioridade para aumentar a vantagem. Não demorou para que isso acontecesse. Após jogada dentro da área, a bola sobrou para Jean, que emendou da meia-lua e ampliou para o Palmeiras, aos 24 minutos.
Sem saída para o ataque, o Fluminense, em sua única chegada, perdeu grande chance de diminuir. O atacante Wellington recebeu dentro da área, tirou de Jailson e bateu, mas o goleiro palmeirense se recuperou e evitou gol praticamente certo.
Na volta do intervalo, o técnico Levir Culpi tentou dar nova vida ao ataque do Fluminense, com a entrada de Marquinho, além do meia argentino Aquino. Mas não surtiu o efeito esperado pelo treinador. O Palmeiras, muito bem postado, só não marcou o terceiro porque Gabriel Jesus, que voltou ao time após conquistar a medalha de ouro pela seleção nos Jogos Olímpicos do Rio, estava impedido ao completar para as redes cruzamento vindo da direita. Aos 15 minutos, o volante Gabriel, novidade na escalação de Cuca, acertou a trave em bom chute.
O Fluminense respondeu com Gustavo Scarpa, de falta, mas Jailson bem colocado, fez boa defesa e mandou para escanteio. A equipe carioca tentou, de forma desorganizada, diminuir a vantagem do Palmeiras. Mas nada dava certo à equipe das Laranjeiras. O time de São Paulo dominava as ações e levava perigo para o gol de Cavalieri. Levir Culpi mexeu o quanto pôde, mas não conseguia nem sequer tentar anular a superioridade palmeirense.
Com a vantagem no placar, a partida diminuiu um pouco de intensidade. E o resultado ficou nisso. Suficiente para garantir mais uma ótima vitória ao Palmeiras, que se mantém absoluto na liderança do Brasileirão - já o Fluminense é o oitavo colocado, com 31 pontos.
Os dois times voltam a jogar na próxima quarta-feira pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O Palmeiras vai receber o Botafogo-PB no Allianz Parque, enquanto o Fluminense será mandante diante do Corinthians, em Edson Passos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia