Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 19 de agosto de 2016. Atualizado às 23h50.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Série B

19/08/2016 - 23h15min. Alterada em 19/08 às 23h51min

Brasil de Pelotas vence a terceira seguida e encosta no G4 da Série B

O Brasil de Pelotas encostou de vez no grupo dos primeiros colocados da Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta sexta-feira (19), na abertura da 20ª rodada, o time gaúcho derrotou o Paraná por 2 a 0, no estádio Durival de Britto, em Curitiba, embalando de vez.
O time gaúcho chegou ao quinto jogo sem derrota, sendo três vitórias seguidas. Desta forma, os comandados do técnico Rogério Zimmermann chegaram ao quinto lugar com 33 pontos, mesma pontuação do CRB, que leva vantagem no número de vitórias: 10 a 9. O Paraná é apenas o 11º com 26.
A chuva roubou a cena no primeiro tempo e dificultou o trabalho dos dois times. O Paraná tentou tomar a iniciativa do duelo, atacando pelo lado direito, mas só levou perigo uma vez, em finalização de Murilo Rangel.
Em meio ao duelo pegado, o Brasil foi mortal quando chegou ao campo de ataque e conseguiu abrir o placar. Aos 25 minutos, após cruzamento da esquerda, Ramon invadiu a área em velocidade e completou para o fundo das redes. O Paraná tentou reagir antes do intervalo, mas esbarrou na própria ansiedade e, literalmente, nas poças d´água que cobriram o gramado do Durival de Britto.
O Brasil aproveitou a melhora do gramado para controlar a bola no começo da segunda etapa. Após boa troca de passes, Diogo Oliveira foi até a linha de fundo e cruzou para trás, nos pés de Elias, que finalizou de primeira. No meio do gol, Marcos espalmou para escanteio.
De tanto insistir, o time gaúcho ampliou aos nove minutos. Depois de cobrança de escanteio, Felipe Garcia subiu entre os marcadores na primeira trave e desviou para o fundo das redes.
Mesmo com novas peças no ataque - o meia Cristian e o atacante Claudevan -, o Paraná não conseguiu jogar e foi presa fácil para o visitante. Aos 25 minutos, Diogo Oliveira quase ampliou em finalização colocada, que parou em boa defesa de Marcos. Logo em seguida, Teco chegou a balançar as redes, mas a arbitragem assinalou impedimento e invalidou o lance.
O Paraná foi valente e não desistiu de buscar o gol. Robson pegou sobra depois de cobrança de escanteio e exigiu grande defesa de Eduardo Martini. Logo em seguida, a arbitragem viu pênalti de Weldinho em cima de Lúcio Flávio. O próprio atacante foi para a bola, mas parou no camisa 1 pelotense.
A noite não era de Lúcio Flávio. Depois do pênalti perdido, o atacante carimbou a trave duas vezes antes do final da partida.
Pela 21ª rodada, o Brasil-RS volta a campo contra o Atlético Goianiense, nesta terça-feira, às 20h30min, no estádio Bento de Freitas, em Pelotas. No sábado da próxima semana, o Paraná encara o Bahia, às 18h30min, na Arena Fonte Nova, em Salvador.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia