Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 25 de agosto de 2016. Atualizado às 22h40.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

agronegócios

Notícia da edição impressa de 26/08/2016. Alterada em 25/08 às 20h53min

Yara assina compra de unidade da Adubos Sudoeste em Goiás

Em mais um passo para expandir sua participação no Centro-Oeste, a Yara International anunciou a assinatura de um acordo para a aquisição da unidade da Adubos Sudoeste, em Catalão (GO). O investimento está em linha com a estratégia da empresa de seguir acompanhando o avanço do mercado agrícola goiano que, nos últimos anos, cresceu acima da média nacional. Apesar de parte da produção poder ser destinada a agricultores de Tocantins, o foco desta unidade serão produtores do estado de Goiás, principalmente das culturas de soja, milho, feijão, tomate, batata, cebola e alho.
Segundo o VP Sênior da Yara International e presidente da Yara Brasil, Lair Hanzen, Goiás responde por grande parte da produção das principais culturas de exportação brasileiras, como soja e milho, e é um estado fundamental para os planos da companhia no País. "Investir em distribuição de fertilizantes no mercado goiano é estratégico para a Yara e reforça com o nosso compromisso de assegurar as melhores soluções aos produtores rurais de todo o Brasil. Além disso, também mantemos nossos esforços para aumentar a produção de fertilizantes, com o intuito de reduzir a dependência brasileira de importação de matérias-primas", afirma Hanzen.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia