Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 12 de agosto de 2016. Atualizado às 00h06.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Construção civil

Notícia da edição impressa de 12/08/2016. Alterada em 11/08 às 22h23min

Melnick Even aposta em um novo segmento

Marcos Colvero detalhou ingresso na área de loteamento e urbanismo

Marcos Colvero detalhou ingresso na área de loteamento e urbanismo


JONATHAN HECKLER/JC
A Melnick Even está apostando em um novo segmento de atuação: loteamento e urbanismo. Para isso, criou uma empresa, a ME Urbanizadora, que irá atuar em um modelo de parcerias no Rio Grande do Sul, com projeção de um Valor Geral de Vendas (VGV) na casa dos R$ 250 milhões em lançamentos em 2016. A companhia já possui áreas em fase de projeto e licenciamento com capacidade de implantação de 10 mil unidades, conforme afirma o ex-diretor de Incorporações da Melnick Even, Marcos Colvero, escolhido para presidir o novo empreendimento.
De acordo com Colvero, a busca da construtora e incorporadora por uma alternativa de crescimento começou há três anos. "Acreditávamos ter atingido um limite na evolução do market share em Porto Alegre. Analisamos alguns segmentos e encontramos no desenvolvimento urbano um novo drive de expansão", explica. Nesse cenário, o objetivo é trabalhar na liderança do segmento de loteamentos agregando grande variedade de investimentos, desde condomínios de alto padrão até loteamentos abertos populares.
Uma parceria com a Frizzo Empreendimentos Imobiliários deve garantir a atuação da ME Urbanizadora na zona Leste de Porto Alegre. Até o final do próximo ano, a expectativa é lançar sete empreendimentos em associação, totalizando R$ 200 milhões em investimento. "Trata-se de um setor blindado da crise que não era operado pela Melnick Even, preenchendo, portanto, o plano estratégico da empresa", completa Colvero. O panorama do mercado de desenvolvimento urbano é considerado positivo devido ao déficit habitacional, principalmente em cidades de pequeno e médio porte.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia