Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 08 de agosto de 2016. Atualizado às 18h24.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

08/08/2016 - 18h25min. Alterada em 08/08 às 18h25min

Dólar avança nos EUA ante rivais com aumento da perspectiva de alta de juros

O dólar avançou na comparação com seus principais rivais, ainda sob efeito do relatório de emprego que saiu melhor que o esperado nos Estados Unidos, aumentando as perspectivas de novas elevações de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano). A alta do petróleo, no entanto, favoreceu moedas de grandes produtores.
No fim da tarde destas segunda-feira (8), em Nova Iorque, o dólar avançava para 102,44 ienes, de 101,79 ienes no fim da tarde de sexta-feira; o euro recuava para US$ 1,1086, de US$ 1,1092; e a libra caía da US$ 1,3079 de US$ 1,3038.
O dólar tem ganhado força desde a divulgação do relatório de emprego nos EUA que veio melhor que o esperando na sexta-feira, aumentando o otimismo entre os investidores sobre o ritmo de aumento de juros.
Taxas mais altas nos EUA tendem a impulsionar o dólar, uma vez que o ativo fica mais atraente para investidores a procura de retornos.
A moeda americana, no entanto, perdeu força na comparação com divisas de países cujas economias são associadas ao petróleo. Hoje, a commodity viu seus preços subirem com o aumento da perspectiva de que grandes produtores internacionais podem congelar a produção. Como resultado, o dólar caiu para 64,640 rublos e baixou para 1,3164 dólares canadenses.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia