Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 05 de agosto de 2016. Atualizado às 15h26.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

energia

05/08/2016 - 15h28min. Alterada em 05/08 às 15h28min

PLD fica estável na segunda semana de agosto, informa CCEE

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) informou que o Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) para o período entre 6 e 12 de agosto ficou praticamente estável ao passar de R$ 117,58/MWh para R$ 117,44/MWh em todos os submercados. Como os limites de intercâmbio entre todos os submercados não são atingidos, os preços ficam equalizados.
A entidade destacou que as afluências esperadas para o Sistema Interligado Nacional (SIN) em agosto foram revistas, recuando de 74% para 72% da média de longo termo (MLT), abaixo da média em todos os submercados, mantendo-se estável apenas no Sudeste (84%). A previsão de Energia Natural Afluente (ENA) para o mês é de 69% da MLT no Sul, 34% no Nordeste e de 45% no Norte.
Os níveis dos reservatórios do SIN ficaram aproximadamente 250 MW médios abaixo do esperado, redução observada principalmente no Sul (-600 MW médios). Houve redução ainda no Norte (-110 MW médios) e elevação nos níveis do Sudeste (+400 MW médios) e do Nordeste (+50 MW médios). Já a carga de energia esperada para o sistema na segunda semana de agosto não sofreu qualquer alteração frente à previsão da semana anterior.
Também foi realizada uma revisão do fator de ajuste do Mecanismo de Realocação de Energia (MRE) para agosto, de 91,2% para 88,8%, em razão da entrada em operação comercial de unidades geradoras das hidrelétricas Teles Pires, Cachoeira Caldeirão e Belo Monte, o que eleva a garantia física a ser atendida e reduz o MRE para o período, explicou a CCEE.
Os Encargos de Serviços do Sistema (ESS), por sua vez, são esperados em R$ 203 milhões para agosto, sendo R$ 191 milhões referentes às restrições operativas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia