Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 02 de agosto de 2016. Atualizado às 20h02.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

02/08/2016 - 20h04min. Alterada em 02/08 às 20h04min

Dólar cai nos EUA com expectativas decrescentes sobre alta de juros do Fed

O dólar caiu diante das principais moedas estrangeiras nesta terça-feira (2), influenciado pelo anúncio do pacote de estímulos do Japão e pelas expectativas decrescentes de um novo aperto monetário nos EUA.
Perto do horário de fechamento das bolsas de Nova Iorque, o dólar caía a 100,87 ienes, de 102,39 ontem. Já o euro subia a US$ 1,1228, de US$ 1,1170, chegando ao maior nível em cinco semanas.
A queda ante o iene foi mais acentuada devido ao pacote de estímulos fiscais anunciado pelo primeiro-ministro japonês Shinzo Abe. Num esforço para combater a deflação e impulsionar o crescimento, foi aprovado um pacote de 28 trilhões de ienes, mas apenas 1/4 será gasto com infraestrutura. Os detalhes não agradaram os investidores.
Além disso, o mercado ainda está digerindo o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA do segundo trimestre, que mostrou um crescimento de 1,2% da economia norte-americana, muito abaixo das estimativas de analistas, que previam alta de 2,6%. A leitura secundária do dado é a de que as chances de o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) elevar os juros no curto prazo estão cada vez menores.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia