Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 29 de agosto de 2016. Atualizado às 13h36.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 29/08/2016. Alterada em 29/08 às 13h36min

A transformação da Guaspari I

Obra no prédio deve começar em novembro

Obra no prédio deve começar em novembro


MARCO QUINTANA/JC
Antigo templo de consumo muito popular no Centro Histórico, o prédio da Guaspari vai passar por uma profunda cirurgia plástica, que deve começar no início de novembro. Como já antecipada pela página há meses, a parte fronteira terá 10 lojas com entrada independente, mas o bisturi vai cortar mais fundo e deixá-lo impecável.

A transformação da Guaspari II

O imóvel terá cinco andares "limpos", sem colunas, para locação comercial, e um restaurante no último, explica Rogério Wagner, da Ponto Pronto, a mesma empresa que revitalizou a Galeria Chaves, na Rua da Praia. O prédio foi comprado por três investidores que preferem o anonimato, dois gaúchos e um paranaense.

Farmácia de conveniência

Um empresário paranaense que os amigos chamam de Japonês está prestes a desembarcar aqui com um conceito novo de farmácia. Além de medicamentos e produtos comuns neste tipo de negócio, as lojas incorporam o conceito de lojas de conveniência. Ou seja, é farmácia, mas não só farmácia. E 24 horas por dia.

Olho vivo e pé ligeiro

Shopping que não se atualiza e que não agrega novas operações que não as tradicionais envelhece rápido. O Iguatemi, por exemplo, tem até um hospital. Esta é uma das tantas análises feitas pelo executivo Charles Krell, vice-presidente de operações da Iguatemi Empresa de Shopping Centers. A entrevista com ele e com o diretor de operações, Sérgio Zukov, está na página 16 do JC.

As atrações da Oktoberfest

A propósito da nota sobre os shows funk na Oktoberfest de Santa Cruz do Sul, Flávio Bender, da organização do evento, informa que eles representam apenas 1% dos eventos e são apenas uma das tantas atrações. Serão mais de 500 horas de música típica alemã nos diversos palcos montados. Feito o carreto. E viva as excelentes cucas baixas de Santa Cruz.

Upa, upa, cavalinho

Visitantes da 39ª Expointer poderão ver de perto e apostar em corridas de cavalos on-line de todo o mundo através da plataforma Suaaposta na Expointer. E em uma cópia de pub inglês. Na recepção, atores representando a rainha e o príncipe da Inglaterra.

Canteiro de obras

Não é só o turismo e o Festival de Cinema que animam Gramado. A construção civil também dá mostras de retomada. Só na rua Borges de Medeiros, a principal da cidade, há quatro grandes novos empreendimentos, entre hotéis e condomínios residenciais/comerciais. Se a caminhada é um pouco maior, mais ainda limitada ao Centro, dá para contar, fácil, mais de 10 construções.

É pouco

O lançamento de uma linha de crédito de R$ 5 bilhões para a aquisição de empresas em recuperação judicial junto ao Bndes é pouco. Para dar certo, deveria ser de no mínimo R$ 100 bilhões. A opinião é do advogado Thomas Dulac Müller, do Dulac Müller. Isso porque a grande dificuldade das empresas que entram em recuperação é a escassez e o custo do crédito.

Cochichos reprimidos


EVARISTO SA/AFP/JC
O senador Aécio Neves (PSDB) e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, não estão apenas se comunicando por cochichos. Estão é tomando cuidado para evitar leitura labial. Mais dia menos dia, aparecerá algum aplicativo de smartphone chip para ler pensamentos.

Outra viagem

A Farsul, que é cicerone da visita de Tabaré Aguirre, ministro da Agricultura do Uruguai, à Expointer, enviou um motorista para buscá-lo na chegada, mas não no aeroporto, e sim na Rodoviária de Porto Alegre. A autoridade veio de ônibus. Jatinho é coisa de país pobre metido a besta.

Miúdas

  • UMA das mais abomináveis coisas que somos obrigados a ouvir de assaltantes é que atiraram "sem querer".
  • SÓ essa afirmação já mereceria meia dúzia de cana a mais. Mas não adiante. Em breve eles estarão livres, leves e soltos de novo.
  • EM termos operacionais, a Força Nacional de Segurança terá efeito placebo.
  • FINAL de mês, final do salário, final de festa. Ruas com poucos carros, pessoas em slow motion.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Redação JC 29/08/2016 13h39min
Mengalvio, você está certo, corrigimos a nota
mengalvio dos santos 29/08/2016 08h59min
Acho que a foto acima é de Aécio Neves cochichando??????????? oque será??????????