Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 04 de setembro de 2016. Atualizado às 18h53.

Jornal do Comércio

Empresas & Negócios

COMENTAR | CORRIGIR

Opinião

Notícia da edição impressa de 05/09/2016. Alterada em 02/09 às 18h28min

Você é refém das suas decisões

Rui Carlos Pizzato
Como, então, ser refém? Na maioria das ocasiões, o bastão da decisão está na sua mão. Deixar de ser funcionário de uma empresa de porte para se transformar num empreendedor de um pequeno negócio. Realizar um curso que está fora dos limites do seu terreno. Romper um relacionamento. Sejam quais forem as decisões tomadas, você é, e será refém delas.
Não espere colocar culpas nos ombros dos outros por decisões inadequadas, ou que não deram o resultado esperado. Retire esta palavra do seu dicionário. O reflexo da culpa é mais pesado do que você imagina, e poderá um dia entrar dentro do seu corpo. Experimente segurar um pacote de um quilo de peso com um dos seus braços estendidos. Você terá força suficiente para suportá-lo. Duas horas depois, na mesma posição, aquele quilo parecerá 10.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia