Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 25 de julho de 2016. Atualizado às 19h13.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

congresso nacional

25/07/2016 - 19h14min. Alterada em 25/07 às 19h14min

CMO agenda para 2 de agosto reunião para concluir votação da meta fiscal de 2017

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) marcou para o dia 2 de agosto, a partir das 14h30, uma reunião para concluir a votação do projeto que revisa a meta fiscal de 2017. Antes do recesso, os parlamentares já aprovaram no colegiado o texto-base. Falta ainda apreciar o parecer do senador Welligton Fagundes (PR-MT), relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do próximo ano, às 2.054 emendas apresentadas por deputados e senadores.
No mesmo dia, na terça-feira da próxima semana, às 19 horas, o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), marcou sessão conjunta das duas Casas Legislativas para votar a revisão da meta fiscal de 2017. Renan já adiantou que, se a CMO não concluir a votação, colocará a proposta na pauta do Congresso mesmo assim e designará Fagundes relator em plenário.
O governo queria encerrar a votação da nova meta fiscal ao menos na CMO antes do recesso a fim de dar sinais para o mercado de que tem de dar compromissos de rigor com as contas públicas. O próprio presidente em exercício, Michel Temer, entrou em campo pessoalmente a fim de tentar viabilizar a votação da LDO de 2017. Contudo, não obteve êxito.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia