Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 11 de julho de 2016. Atualizado às 22h39.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo federal

Notícia da edição impressa de 12/07/2016. Alterada em 11/07 às 22h38min

Para Simon, Temer não deve barganhar com o Congresso

Gaúcho Pedro Simon foi líder do governo Itamar Franco no Senado

Gaúcho Pedro Simon foi líder do governo Itamar Franco no Senado


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
Ao comparar a atuação do presidente interno Michel Temer (PMDB) e Itamar Franco (PMDB, 1992-1994) - do qual foi líder do governo quando era senador - o ex-governador Pedro Simon (PMDB) defendeu que Temer valorize o Congresso Nacional sem se valer da política do "toma lá, dá cá", seguindo o exemplo do que teria feito Itamar depois do impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello (na época PRN, hoje PTC).
"Antes de (o Itamar) assumir, reunimos todos os presidentes de partidos. O Itamar chegou e disse: 'não tenho legitimidade popular para assumir a presidência, pois o povo votou no Collor, não em mim. Foi porque o Congresso cassou Collor que estou aqui. Por isso, quem tem que fazer as normas para que possamos governar é o Congresso'", relembra Simon.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia