Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 07 de julho de 2016. Atualizado às 19h06.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

novo governo

07/07/2016 - 19h06min. Alterada em 07/07 às 19h06min

Ministro diz que governo não está realizando cortes na área social

O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, reafirmou nesta quinta-feira (7), a despeito das medidas de revisão de benefícios como auxílio-doença, aposentadorias por invalidez e benefícios de prestação continuada, que o governo não está realizando cortes na área social. O ministro citou como prova disso o recente reajuste concedido pelo presidente em exercício Michel Temer ao Bolsa Família.
"Acho importante entender que a Presidência da República, desde o início do governo, está manifestando duas posições importantes. Primeiro, não ter cortes na área social, e nesse sentido houve anúncio do aumento do Bolsa Família. Segundo, o presidente não permitiu que houvesse qualquer corte no nosso ministério. Os cortes que temos são os que vinham do governo anterior, cortes nos restos a pagar e no sistema único de assistência social", disse Terra.
O ministro ressaltou que o presidente "tem dado todo o apoio" para que as políticas sociais se desenvolvam no País, mas também disse ser necessário ajuste em questões "que estavam desreguladas", como gastos em benefícios indevidos. Para isso, o governo quer implementar um "novo patamar de atendimento", para permitir que os benefícios sejam revistos após anos sem um olhar dedicado a sua reavaliação.
Parte desse plano será a criação de uma grande base de dados para permitir o cruzamento de informações de todos os programas sociais do governo, não só do Bolsa Família. "Isso para que aqueles que realmente precisam tenham acesso ao benefício e quem não precisa seja cortado, pois está recebendo de forma injusta", disse Terra.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia