Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de julho de 2016. Atualizado às 20h31.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

terrorismo

14/07/2016 - 19h14min. Alterada em 14/07 às 20h31min

Caminhão avança sobre multidão durante festa em Nice

O governo diz que diversas pessoas morreram na ação, qualificada por eles como um atentado

O governo diz que diversas pessoas morreram na ação, qualificada por eles como um atentado


VALERY HACHE/AFP/JC
Folhapress
Um caminhão avançou sobre a multidão que assistia nesta quinta-feira (14) aos festejos da Queda da Bastilha em Nice, na França. O governo diz que diversas pessoas morreram na ação, qualificada por eles como um atentado.
Segundo a imprensa francesa, o veículo entrou na área fechada da esplanada dos Ingleses, avenida litorânea da cidade, por volta das 22h30 (17h30 em Brasília), onde milhares de pessoas esperavam a queima de fogos.
Os espectadores da festa saíram correndo, em pânico. A prefeitura da região de Alpes-Maritimes, onde fica Nice, pediu à população que volte a suas casas e vá a locais fechados.
Ainda não há informações oficiais sobre o número de mortos ou se algum dos ocupantes do caminhão foi preso. O feriado de 14 de julho é o mais importante do país, pois marca um dos principais acontecimentos da Revolução Francesa.
Número de mortos em ataque em Nice sobe para 73
Subiu para 73 o número de pessoas que morreram após um caminhão atropelar uma multidão de pedestres que celebrava o Dia da Bastilha, de acordo com o canal CNN. Mais de 100 pessoas estão feridas.
 
Um porta-voz do governo francês disse que é cedo para afirmar se o atropelamento foi um ato de terrorismo.
 
"O caminhão percorreu uma distância muito longa, o que explica o alto número de mortos" disse Sebastien Humbert, uma autoridade do governo na região de Alpes-Maritimes - onde fica Nice -, de acordo com a TV francesa.
 
Embora um porta-voz do Ministério do Interior da França tenha dito que é muito cedo para dizer se o ataque é terrorismo, mas o primeiro-ministro francês ativou o centro de crise do governo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia