Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 07 de julho de 2016. Atualizado às 20h00.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

relações internacionais

07/07/2016 - 20h00min. Alterada em 07/07 às 20h00min

EUA aceitam Sérgio Amaral como embaixador do Brasil em Washington

Folhapress
O diplomata Sérgio Amaral recebeu o agrément (aceitação formal) do governo americano para ser o novo embaixador do Brasil em Washington. Amaral foi ministro do Desenvolvimento, da Indústria e do Comércio Exterior e porta-voz da Presidência no governo de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002).
Aos 72 anos, o diplomata já foi embaixador em Paris e Londres e serviu nas embaixadas de Washington, Bonn e na missão permanente do Brasil junto à ONU em Genebra. Também foi presidente da Associação dos Países Produtores de Café e do Conselho Empresarial Brasil-China.
Nome próximo ao PSDB, ele teve participação na elaboração do discurso de posse do novo chanceler, José Serra. Amaral será agora sabatinado no Senado e precisa ter seu nome aprovado no plenário. Ainda não há previsão para sua chegada à capital americana.
Ele substituirá Luiz Alberto Figueiredo, chanceler no governo da presidente afastada Dilma Rousseff, que há duas semanas recebeu o agrément de Portugal para ser embaixador do Brasil em Lisboa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia