Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 18 de junho de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

17/07/2016 - 18h36min. Alterada em 18/06 às 00h03min

Na reestreia de Falcão, Internacional sofre a quinta derrota seguida

Paulo Roberto Falcão retornou ao comando do time, mas não conseguiu evitar mais uma derrota colorada

Paulo Roberto Falcão retornou ao comando do time, mas não conseguiu evitar mais uma derrota colorada


Marcelo G. Ribeiro/JC
Pela quinta vez seguida, o Internacional perdeu no Campeonato Brasileiro e ajudou o Palmeiras a se manter na liderança da competição. Nem a reestreia de Paulo Roberto Falcão ajudou a equipe colorada a subir na tabela, que se distanciou ainda mais do G4 após derrota por 1 a 0 em casa, na tarde deste domingo (18).
Com gol de Erik, logo aos 10 minutos do primeiro tempo, o time comandado por Cuca conseguiu o triunfo, chegou aos 32 pontos na tabela e se manteve isolado na liderança. Esta foi apenas a terceira vitória do Palmeiras no estádio do Beira-Rio em 29 partidas pelo Campeonato Brasileiro.
"Fazia tempo que o Palmeiras não ganhava aqui. Mas fazia tempo também que não vencia o Sport na Ilha do Retiro, que não ganhava do Corinthians no Pacaembu (venceu pelo Campeonato Paulista). Mas o mais importante é que vencemos o jogo. Perdemos alguns gols, eu sei, mas criamos chances. Estou feliz", disse o técnico Cuca na saída do gramado.
O Internacional vinha de seis jogos sem vitórias - cinco derrotas e um empate - e precisava de um resultado positivo na estreia do técnico Paulo Roberto Falcão. Para isso, a diretoria fez promoção de ingressos e contou com boa presença de seu torcedor no Beira-Rio. Mas foi o Palmeiras quem dominou as ações do começo ao fim da primeira etapa.
No jogo que marcou a despedida temporária de Fernando Prass e Gabriel Jesus - eles se apresentam nesta segunda-feira em Teresópolis para a preparação da seleção brasileira que vai brigar pela medalha de ouro nos Jogos Olímpicos, coube ao atacante a primeira chance do jogo. Logo aos dois minutos, ele recebeu ótimo lançamento de Cleiton Xavier, saiu de frente para o gol e tocou por cobertura, mas a bola saiu à direita de Marcelo Lomba.
No segundo tempo, Falcão voltou com o criativo meia Valdívia - ele não jogava havia oito meses por conta de uma lesão. O Inter tentou colocar pressão no Palmeiras, mas o time se defendeu muito bem.
Sem conseguir entrar na área, o Inter passou a levantar bolas na área, mas Edu Dracena e Vitor Hugo, muito bem posicionados, não deram chances aos atacantes da equipe. O Palmeiras ficou com os contra-ataques, mas não conseguiu encaixar nenhum de forma correta. Mas nem precisou para garantir sua décima vitória no Brasileirão.
Assim, o Palmeiras chegou aos 32 pontos e agora voltará a jogar no próximo domingo, quando receberá o Atlético Mineiro, no Allianz Parque, às 11 horas, no mesmo dia e horário em que o Internacional vai visitar a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli. Com 20 pontos, a equipe gaúcha ocupa apenas o décimo lugar no Brasiçeirão. Com informações da Agência Estado
Internacional 0 x 1 Palmeiras
Marcelo Lomba, William, Paulão, Ernando, Raphinha, Fernando Bob (Ariel Nahuelpán), Rodrigo Dourado, Gustavo Ferrareis (Anderson), Andrigo (Valdívia), Eduardo Sasha, Vitinho. Técnico: Falcão.
Fernando Prass, Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo, Zé Roberto, Thiago Santos, Tchê Tchê, Cleiton Xavier (Dudu), Róger Guedes (Leandro Pereira), Erik (Rafael Marques), Gabriel Jesus. Técnico: Cuca.
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
João Silva Matos 17/07/2016 20h48min
Foi muito azar do Inter... Logo na estréia do Falcão foi pegar o Verdão, disparado o melhor time brasileiro. Ainda bem que o jogo foi em Poa e não tomou uma goleada...