Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 30 de julho de 2016. Atualizado às 20h38.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

varejo

28/07/2016 - 21h08min. Alterada em 30/07 às 13h14min

Shopping João Pessoa muda fachada e ganha novas lojas

Centro comercial foi o primeiro shopping aberto no Estado e passou pela primeira revitalização

Centro comercial foi o primeiro shopping aberto no Estado e passou pela primeira revitalização


JONATHAN HECKLER/JC
Patrícia Comunello
O Shopping João Pessoa, o mais antigo do Estado e o terceiro a surgir no País, está de cara nova. Mesmo incompleta, a reforma já alterou radicalmente a fisionomia, com colocação de detalhes em madeira e árvores e pintura cinza. As laterais (voltadas às avenidas João Pessoa e Azenha) terão parte do paredão coberto de plantas, seguindo o novo conceito que quebra o domínio do concreto.
A revitalização externa e interna começou em abril de 2015, revelou-se nas últimas semanas e se completará em fevereiro de 2017. A concepção da reforma foi comandada pelo arquiteto José de Barros Lima, o mesmo que cuidou da expansão do Shopping Iguatemi.
Nesta quinta-feira (28), foi aberta a loja do Dia, que opera no nível do subsolo. Uma nova entrada foi liberada no mesmo lado.
Nos próximos meses, devem ser confirmados e instalados um novo cinema (o Cineflix fechou no começo de 2015) e uma grife de fast food. A candidata mais forte é o Burger King. Das 41 operações atuais, a meta é chegar a 72. As lojas também passarão por reforma, para se adequar ao novo conceito. A filial da Lojas Renner, uma das âncoras ao lado da Americanas e Dia, já fez uma repaginação completa recentemente.  
O investimento na revitalização, cujo valor não foi revelado, ocorre cinco anos após a Real Empreendimentos, dona dos shopping Monet, em Santa Maria, e de Pelotas e do complexo Pátio 24, na avenida Nova York, na Capital, e SVB Participações (do empresário Saul Veras Boff) comprarem o centro comercial da família que foi dona do grupo JH Santos, que foi um dos grandes nomes do varejo do Sul do País na década de 1980.

Mudança após 45 anos

"Ficou mais bonito", comemora a psicóloga e vizinha do empreendimento Andréa Widomski
"Ficou mais bonito", comemora a psicóloga e vizinha do empreendimento Andréa Widomski
JONATHAN HECKLER/JC
O 'banho de loja' atrai a atenção de quem mora na vizinhança, que engloba os bairros Santana, Cidade Baixa e Azenha. "Ficou mais bonito, tava sentindo falta de ter mais opções e um mercado do lado de casa", comemora a psicóloga e vizinha do empreendimento Andréa Widomski, que conferiu as operações próprias do Dia e da linha Market da rede. 
Segundo a gerente-geral do shopping, Cristiane Carpes Bernardo, o mix do súper tem mais variedade, menos marcas próprias (que costumam ser encaradas como linhas mais populares) e opões em bebidas e outros segmentos do autosserviço. "É a versão mais requintada da rede", definiu a gestora. 
Andréa só queria que a filial fosse um pouco maior, mas confessa que é bem mais cômodo ter o supermercado do lado de casa do que ter de caminhar distâncias maiores ou ter de depender de mercadinhos. "Era fundamental mudar. Há muito tempo nada era feito."
É a primeira revitalização em 45 anos de funcionamento. "Estava obsoleto", define a gerente. O centro comercial quer se firmar como um shopping de serviço e conveniência. Para reforçar a atratividade, foi criada uma alameda de serviços no nível da loja do Dia.
O local já tem correspondente bancário, chaveiro, lavanderia e loja de consertos de relógios. A gráfica expressa passou do térreo para a alameda. A ideia é encher os espaços ainda vazios com uma petshop, sapataria e tabacaria.
"Uma das coisas que fizemos foi organizar o mix em toda a operação", cita a gerente-geral. A reforma invade espaços internos, com forros ainda expostos e em obras, instalação de equipamentos de proteção a incêndio e reconfiguração de escadas e troca de piso. A atualização das escadas rolantes já tinha sido feita.
Raio-X
  • Fundado em 4 de dezembro de 1970 (primeiro shopping do Estado e terceiro do País)
  • Passará de 41 operações para 72, sendo três lojas âncoras - Renner, Americanas e Dia
  • Estacionamento com 79 vagas
  • Área bruta locável (ABL) após a revitalização: 8,9 mil metros quadrados
  • Área total construída: 4,7 mil metros quadrados
Público frequentador:
  • 65% trabalha no bairro
  • 60% público feminino
  • 66,5% classe B, 24,5% de C e 9% de A
  • 21% frequenta diariamente
  • 78% de pedestres
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Suzana Carvalho 29/07/2016 23h00min
Parabens pela revitalizaçao. Fico feliz de ver renovado um espaço tradicional da cidade. A Rohde & Carvalho tem orgulho de ter participado de alguma forma deste projeto. É sucesso com certeza.
Tereca 29/07/2016 13h50min
Muito boa esta notícia !!!! Não ia mai lá há muito tempo ... Estava obsoleto! Nou visitar!!!!