Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 06 de julho de 2016. Atualizado às 19h14.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

06/07/2016 - 19h14min. Alterada em 06/07 às 19h14min

Dólar recua ante rivais após divulgação de ata do BC norte-americano

O dólar recuou diante de seus principais rivais nesta quarta-feira, 6, após a divulgação da ata "dovish" da reunião de junho do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), que mostrou que os dirigentes da instituição estavam divididos sobre o ritmo de elevação das taxas de juros no país.
O WSJ Dollar Index, que compara a divisa americana com uma cesta de 16 outras moedas, caiu 0,1% para 86,94. No fim da tarde, em Nova Iorque, o euro avançou para US$ 1,1103, de US$ 1,1072 no fim da tarde de ontem, enquanto o dólar recuava para 101,28 ienes, de 101,71 ienes.
A moeda dos EUA havia se beneficiado de um aumento da demanda por ativos seguros após o plebiscito britânico que decidiu a separação do Reino Unido da União Europeia. Mas analistas afirmam que o dólar será posto à prova nesta semana, com o relatório de emprego que será divulgado na sexta-feira. Os números do payroll devem dar alguma luz sobre o ritmo de elevações dos juros básicos nos EUA.
A ata mostrou divergências entre os dirigentes sobre as perspectivas econômicas e como proceder sobre as taxas de juros. As autoridades discordaram sobre a saúde do mercado de trabalho americano, a perspectiva de crescimento, os riscos para a economia e também sobre a inflação.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia