Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 27 de julho de 2016. Atualizado às 17h52.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 27/07/2016. Alterada em 27/07 às 17h53min

Táxis e Uber

De conversa e promessas o porto-alegrense já perdeu a paciência, enquanto a Secretaria Municipal dos Transportes cimenta a ideia de que estão melhorando e conscientizando os motoristas de táxi. É verdade que tem muito taxista educado, que obedece as leis do trânsito e respeita os usuários. Entretanto, há uns e outros - como um que estava dentro do estacionamento do Bourbon Ipiranga e andava a mais de 40 km/h - colocando em risco pedestres e outros motoristas. Por isso, sou obrigado a concordar com o advogado Jonathan Vargas (Artigos/Opinião, Jornal do Comércio, 25/07/2016), que faz extenso comentário a favor do Uber. A concorrência é salutar e necessária, é só uma questão de normalizar seu funcionamento - com obrigações, pagamento de taxas específicas e o direito de servir a população da Capital com padrões de atendimento internacionais. Chega de papo furado e acobertamento de uma classe, com a defesa de um arcaico monopólio. Os tempos modernos exigem mudanças. (Ramiro Nunes de Almeida Filho, representante comercial, Porto Alegre)
Soriano
Sobre a morte do artista plástico Antonio Soriano (Jornal do Comércio, 26/07/2016), é uma perda lamentável. Soriano era um grande talento à frente do seu tempo e fazia obras lindas... (Josaine Maria Mendes da Silva Pereira, Tramandaí/RS)
Impeachment
Deputados norte-americanos assinaram carta contra o impeachment de Dilma Rousseff (PT): "Escrevemos para expressar nossa profunda preocupação com acontecimentos recentes no Brasil, que acreditamos ameaçar as instituições democráticas daquele país. Nosso governo deveria expressar forte preocupação em relação às circunstâncias em torno do processo de impeachment e fazer um chamado à proteção da Democracia Constitucional no Brasil e do Estado de Direito no Brasil". O texto dos deputados ressalta que "não é um julgamento legal, mas político". E que será decidido por um Senado "eivado de corrupção". Essa é a minha opinião também. (Rogério Levorse, contabilista)
Petrobras
Os petroleiros fazerem paralisação em "defesa da Petrobras e contra o desmonte da estatal" é algo bem partidário. A Petrobras está sendo recuperada do desmonte das administrações petistas, com bilhões de prejuízo. E o pré-sal, onde a Petrobras teria que entrar com 30% sem ter dinheiro ficaria parado. Mas ela tem preferência sobre todos os campos. Um Plano de Demissão Voluntária (PDV) em andamento é iniciativa do governo "deles", da presidente afastada Dilma Rousseff (PT). Basta de enganação. (Pércio Louzada do Amaral)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Leo 27/07/2016 05h40min
É uma pena ver q boa parte da sociedade, inclusive jornalistas, defendem uma empresa q implantou um serviço análogo ao táxi sem nenhuma regulamentação na base da imposição!nUm serviço de transporte q paga impostos! Uma prestação de serviços q não emite NF! nE q em menos de um ano já tem mais de 7000 reclamações no site reclame aqui!nA uber não é perfeita, e a médio prazo seu efeito nas cidades será tão nocivo quanto um tsunami!nAqui no RJ, essa empresa acabou com a mobilidade urbana.