Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 03 de agosto de 2016. Atualizado às 22h36.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Mobilidade

Notícia da edição impressa de 04/08/2016. Alterada em 03/08 às 19h29min

'Risco Uber' encarece o seguro para os automóveis

Mudança de propósito de utilização dos veículos aumenta o custo em até R$ 300,00

Mudança de propósito de utilização dos veículos aumenta o custo em até R$ 300,00


RENATO S. CERQUEIRA/FUTURAPRESS/FOLHAPRESS/JC
Para driblar o desemprego ou complementar a renda, muitos brasileiros têm prestado serviço de motorista por meio de aplicativos como Uber, Cabify e Will Go. Além de outros investimentos para se tornar um profissional do ramo, quem atua na área deve ter o cuidado de colocar na planilha de gastos um seguro de carro mais caro. Ainda "pisando em ovos" nesse mercado, as seguradoras entendem que um carro utilizado para transporte de passageiros via aplicativo está na mesma categoria de um táxi.
"Ainda que mais caro, é muito importante que quem estiver atuando como motorista do Uber (ou outros aplicativos do gênero) se preocupe em fazer a mudança na apólice do carro para não ter nenhuma surpresa desagradável em caso de sinistro, porque a seguradora pode não dar cobertura", explica o professor da Escola Nacional de Seguros Bruno Kelly.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia