Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 10 de junho de 2016. Atualizado às 12h22.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

governo do estado

10/06/2016 - 11h23min. Alterada em 10/06 às 11h23min

Sartori veta reajuste de salários do Judiciário e do Legislativo

Sartori admite que pode haver contratações excepcionais

Decisão do governador foi publicada no Diário Oficial


FREDY VIEIRA/JC
O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, vetou o reajuste de salários dos servidores do Judiciário, Defensoria Pública, Ministério Público, Tribunal de Contas e Assembleia Legislativa. O veto foi publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (10).
Em maio, a Assembleia aprovou a recomposição salarial de 8,13%, retroativas a janeiro. Somadas todas as folhas, o impacto financeiro chegaria a mais de R$ 180 milhões nos anos de 2016 e 2017, de acordo com as repercussões financeiras apresentadas pelos Poderes e instituições nos projetos.
Em seu veto, o governador destacou que não há previsão desses reajustes na Lei de Diretrizes Orçamentárias e no Orçamento para o exercício econômico-financeiro de 2016. A decisão já havia sido anunciada pelo governador no mês passado. Na ocasião, Sartori declarou que a reposição era "justa, mas inoportuna" e que não está em sintonia com a crise econômica.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Cidadão do Brasil. 10/06/2016 12h09min
Uma atitude consciente. Parabéns!