Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de dezembro de 2016. Atualizado às 15h34.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

novo governo

Notícia da edição impressa de 02/06/2016. Alterada em 27/12 às 16h36min

Temer diz que poderá reformular modelo ministerial

Sob pressão para recuar na extinção de pastas, o presidente interino Michel Temer (PMDB) indicou ontem a disposição de discutir a reformulação do atual modelo ministerial caso a presidente Dilma Rousseff (PT) seja afastada definitivamente do cargo.
Em encontro com a Frente Nacional de Luta Campo e Cidade, com a presença do ex-líder do Movimento dos Sem Terra (MST) José Rainha, o peemedebista disse que poderá promover uma reformulação no atual desenho das pastas, mas apenas depois do julgamento final do processo de impeachment, cuja expectativa é que se encerre em agosto. Segundo relatos de presentes, o aceno feito pelo presidente interino foi em resposta ao pedido do movimento para dar novamente status ministerial para a Secretaria Especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, hoje sob a alçada do Ministério da Casa Civil.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia