Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 09 de junho de 2016. Atualizado às 15h32.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

ESTADOS UNIDOS

09/06/2016 - 15h32min. Alterada em 09/06 às 15h32min

Obama declara apoio a Hillary Clinton como sua sucessora na presidência dos EUA

 (FILES) PHOTO DATED JANUARY 31, 2008 SHOWS US DEMOCRATIC PRESIDENTIAL HOPEFULS, ILLINOIS SENATOR BARACK OBAMA (L) AND NEW YORK SENATOR HILLARY CLINTON AT THE TELEVISED CNN/LA TIMES/POLITICO DEMOCRATIC PRESIDENTIAL CANDIDATES DEBATE AT THE KODAK THEATRE IN LOS ANGELES. US MEDIA REPORTS SAY THAT CLINTON IS OPEN TO TAKING THE VICE PRESIDENTIAL SPOT ON AN OBAMA TICKET, IF HE WINS THE NOMINATION.       AFP PHOTO/FILES/GABRIEL BOUYS

Obama, declarou apoio à ex-secretária de Estado Hillary Clinton para sucedê-lo na presidência


GABRIEL BOUYS/AFP PHOTO/JC
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou nesta quinta-feira apoio à ex-secretária de Estado Hillary Clinton para sucedê-lo na presidência. O aval veio em uma mensagem no Twitter e também por meio de uma mensagem de vídeo, após Obama se encontrar com o rival de Hillary nas primárias do Partido Democrata, o senador Bernie Sanders.
"Eu não acho que já tenha havido alguém tão qualificado para ter esse cargo", afirmou Obama em sua mensagem de apoio. Obama se disse ansioso para fazer campanha para Hillary e pediu que o Partido Democrata se una em torno do nome dela. O presidente e Hillary devem fazer o primeiro ato conjunto de campanha na próxima semana, em Green Bay, Wisconsin, no dia 15.
Sanders, por sua vez, disse que pretende trabalhar com Hillary para derrotar o empresário Donald Trump, que deve ser confirmado o nome do Partido Republicano na disputa pela Casa Branca. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia