Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de junho de 2016. Atualizado às 16h59.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

educação

24/06/2016 - 16h59min. Alterada em 24/06 às 16h59min

Em votação, professores decidem continuar a greve, que já dura 45 dias

Os professores da rede estadual decidiram, em votação realizada nesta sexta-feira (24), no Gigantinho, em Porto Alegre, pela manutenção da greve, que já segue há quase 45 dias. A votação, realizada em urnas e a posterior contagem dos votos, contabilizou 730 votos pela continuação da greve e 691 pelo fim das paralisações.
Nesta semana, o Comando de Greve entregou um documento ao Palácio Piratini, com sugestões de melhorias às garantias oferecidas até o momento pelo Estado.
Entre as garantias, estão a revogação da portaria que instituía um grupo de trabalho para avaliar o Difícil Acesso, e o prolongamento da discussão sobre o Projeto de Lei nº 44/2016 até o final do ano.
O Estado se comprometeu ainda a não cortar o ponto dos trabalhadores mediante recuperação das aulas e prometeu a nomeação de professores, a priorização do pagamento da autonomia financeira das escolas e a garantia de repasse de R$ 40 milhões, até o final do mês, para reformas escolares.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia