Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 28 de março de 2017. Atualizado às 09h57.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

imprensa

17/06/2016 - 13h05min. Alterada em 17/06 às 13h29min

Profissionais da área da comunicação e cultura criam associação para apoiar a TVE

Associação quer fortalecer as programações da TVE e da FM Cultura

Associação quer fortalecer as programações da TVE e da FM Cultura


CLAUDIO FACHEL/ARQUIVO/JC
Bruna Oliveira
Dispostos a apoiar e fortalecer a comunicação pública no Rio Grande do Sul, intelectuais e pessoas ligadas à cultura e à comunicação fundaram na semana passada a Associação de Amigos da TVE (AATVE). A entidade segue os moldes de associações como a de amigos da Casa de Cultura Mário Quintana e do Theatro São Pedro, que buscam preservar as atividades culturais das instituições.
O escritor Dilan Camargo, eleito presidente da AATVE, diz que o objetivo central da entidade é trabalhar na captação de recursos nas leis estadual e federal e na criação de projetos que viabilizem a produção de conteúdos especiais.
"É fundamental que a sociedade civil participe da vida cultural e que não espere tudo do Estado, para que todos tenham acesso às instituições culturais", comentou.
De início, os esforços da entidade se concentram em ampliar o número de associados, que farão uma contribuição semestral. Estabelecido o corpo de colaboradores, a AATVE quer pleitear projetos e qualificar a programação da Fundação.
Veiculada no canal 7 VHF em Porto Alegre, a TV Educativa (TVE) foi criada em 1968 e inaugurada oficialmente em 1974. Em 1989, foi inaugurada a emissora de rádio FM Cultura, no 107.7 Mhz. Tanto no rádio quanto na televisão, as emissoras são referência na transmissão de programas que prezam pela cultura e pelo tom educativo.
Em tempos em que a programação das TVs abertas é adequada unicamente ao mercado, observa Dilan Camargo, o funcionamento das emissoras públicas é fundamental para resgatar a qualidade dos programas. O escritor considera que há um "rebaixamento da qualidade da TV aberta", onde predomina um baixo entretenimento na programação, e que a associação trabalhará para promover a pluralidade.
Além de Dilan, também fazem parte diretoria da AATVE o jornalista Flávio Dutra, vice-presidente, a jornalista Jussara Silva, tesoureira, o médico Aury Hilário, vice-tesoureiro, a ex-funcionária da TVE Lais Porcellis, secretária, e o jornalista Flávio Porcello, vice-secretário. O Conselho Fiscal é formado pelos jornalistas José Antonio Vieira da Cunha, João Batista de Melo Filho, Rogério Caldana, todos ex-presidentes da Fundação Piratini, e pela ex-funcionária da TVE Liana Zogbi.
A criação da entidade acontece algumas semanas após funcionários da TVE e da FM Cultura paralisarem as atividades, em protesto ao Projeto de Lei 44/2016 do governo do Estado. Com a sinalização do Piratini de reduzir gastos, eles temem que a Fundação Piratini possa ser extinta.
A associação à AATVE é aberta a todas as pessoas que quiserem apoiar a Fundação. Para ser um dos associados, é preciso entrar em contato pelo e-mail aamigostve@gmail.com, ou pelo telefone (51) 3230-2813.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Francisco Marshall 28/03/2017 08h48min
Mandei e-mail para me associar a esta Associação de Amigos e nunca foi respondido. Descobri que é um grupo fechado de interessados em realizar negócios tendo as programações da TVE e da FM Cultura como meios, acobertados por este nome amigável. Há um processo contra eles no TJRS.