Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de junho de 2016. Atualizado às 15h37.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Notícia da edição impressa de 24/06/2016. Alterada em 24/06 às 00h11min

Grêmio cai para o Vitória na Arena

Árbitro erra, zaga falha na bola aérea, e Tricolor perde para os baianos por 2 a 1

Árbitro erra, zaga falha na bola aérea, e Tricolor perde para os baianos por 2 a 1


Lucas Uebel/Grêmio FBPA/Divulgação/JC
O jogo era para conquistar os três pontos dentro de casa. O adversário ainda não havia vencido fora, mas a partida na noite desta quinta-feira contou com erro lamentável do juiz que marcou uma penalidade inexistente, a zaga voltou a falhar na bola aérea, e o Grêmio foi derrotado em casa para o Vitória por 2 a 1. O resultado deixa os gaúchos a quatro pontos do líder Palmeiras. No domingo, às 16h, o Tricolor volta a campo contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada.
O início da partida apresentou um Grêmio com boa movimentação e jogadas explorando a velocidade de Luan e Everton. Mas uma cena já se tornou rotina em jogos gremistas: a zaga irá falhar na bola aérea e sofrer um gol. E dessa vez o erro ocorreu aos 25 minutos. Diego Renan avançou pela direita e cruzou na medida para Kieza pular nas costas de Bressan e cabecear para abrir o marcador.
O resultado adverso ficou ainda pior cinco minutos depois. Dagoberto entrou na área e quando chegou próximo a Bressan se jogou no gramado. De forma equivocada, o árbitro marcou a penalidade e deu o segundo cartão amarelo para o defensor tricolor. Na cobrança, Diego Renan marcou o segundo gol baiano.
Em seguida do revés, Roger Machado sacou Everton, colocou Marcelo Hermes na lateral-esquerda e recuou Marcelo Oliveira para recompor o setor defensivo. Após o segundo gol, o Grêmio ficou nervoso, errando passes e sem nenhuma articulação entre os setores.
A etapa final não poderia começar melhor para os donos da casa. Aos dez minutos, Edílson cruzou, Fernando Miguel mergulhou para socar a bola, mas ela acertou a cabeça do zagueiro Victor Ramos e morreu no fundo das redes. Em seguida, o Vitória perdeu duas chances claras com Dagoberto e Euller. A resposta tricolor foi com uma cabeçada de Marcelo Oliveira no travessão.
Mesmo com um jogador a menos em campo. O Tricolor teve a chance de, ao menos, empatar o confronto. Aos 45, Luan arrancou sozinho, era só ele e o goleiro Fernando Miguel, mas o atacante gremista bateu para fora, desperdiçando a melhor oportunidade do segundo tempo. Mesmo sem merecer, os baianos levam três pontos para Salvador.
Grêmio 1 x 2 Vitória
Grohe; Edílson, Fred, Bressan e Marcelo Oliveira; Walace, Ramiro (Jaílson), Giuliano, Douglas (Negueba) e Everton (Marcelo Hermes); Luan.. Técnico: Roger Machado.
Miguel; Ramon, Victor Ramos e Kanu; Diego Renan, Amaral (Leandro Domingues), Willian Farias, Tiago Real e Euller (José Welison); Dagoberto (Marcelo) e Kieza. Técnico: Vágner Mancini.
Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 24/06/2016 15h24min
A DUPLA GRENAL ESTÁ RUIM DE ZAGUEIROS !!!nnBah Tchê, ontem lá naquele jogo tremendo de ruim de ver contra o CORITIBA, apenas o resultado foi um pouquinho interessante, imaginem se o INTERNACIONAL tivesse perdido de virada aquele jogo, nossa a muvuca hoje seria muito maior.nnJá os jogadores do GRÊMIO, coitados, ao invés de calçar chuteiras coloridas com travas da humildade, parece que entraram de salto alto tamanho 18, e perderam a virgindade dentro de casa para o grandioso VITÓRIA-BA.nnEstes times que muitos dizem que são pequenos há muitos jogos estão fazendo a maior festa na zaga da DUPLA GRENAL, e isto que o campeonato ainda nem esquentou e o buraco da defesa começa a se alastrar.nnO Ernando, Alan Costa como Fred e Bressan, são vítimas de um sistema defensivo que há alguns jogos vem falhando além do normal, e duvido que seja por falta de treinamentos dentro da área, já que o Argel e Roger trabalham muito em cima disto.nnComo deve ser resolvido este problema ?nnAbs. Dorian Bueno Google +, POA, 24.06.2016nn