Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de junho de 2016. Atualizado às 18h50.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

eurocopa

21/06/2016 - 18h50min. Alterada em 21/06 às 18h50min

Espanha perde pênalti, leva virada da Croácia e reencontra a Itália nas oitavas

O goleiro Danijel Subasic comemora com seus compatriotas a vitória sobre a Espanha

O goleiro Danijel Subasic comemora com seus compatriotas a vitória sobre a Espanha


LOIC VENANCE/AFP/JC
A Croácia complicou a vida dos atuais bicampeões europeus, nesta terça-feira, em Bordeaux, ao vencer a Espanha por 2 a 1, de virada, e avançar às oitavas de final da Eurocopa como líder do Grupo D. O resultado levou os croatas aos sete pontos, contra seis dos espanhóis, que chegaram a desperdiçar um pênalti com Sergio Ramos no segundo tempo quando o duelo estava empatado por 1 a 1.
A seleção croata já entrou em campo classificada às oitavas de final, então na pior das hipóteses como melhor terceira colocada mas não se acomodou e agora espera pela definição do seu próximo adversário, que será o terceiro mais bem posicionado do Grupo B, E ou F - isso será determinado nesta quarta com a conclusão destas últimas duas chaves e a consequente conclusão desta primeira fase na França.
Já a Espanha, ao fechar o Grupo D como vice-líder, com seis pontos, terá de encarar a Itália, que já assegurou o topo do Grupo E, nas oitavas de final. O confronto será uma reedição da decisão de 2012, quando a Espanha goleou por 4 a 0 para ficar com o bicampeonato europeu.
No outro duelo que fechou o Grupo D nesta terça-feira, a Turquia venceu a República Checa por 2 a 0 e garantiu a terceira posição com três pontos, mantendo suas chances de classificação como uma das quatro melhores terceiras colocadas. Já os checos, com apenas um ponto, foram eliminados.
No confronto em Bordeaux, a Espanha deu a impressão de que poderia atropelar a Croácia ao abrir o placar já aos 6 minutos. Em bela trama do ataque da equipe comandada por Vicente del Bosque, David Silva deu belo passe para Fàbregas, que do lado direito da área cruzou para Morata abrir o placar. O atacante balançou as redes poucas horas depois de ter a sua volta ao Real Madrid oficializada, após passagem pela Juventus, da Itália.
A Croácia, porém, não se abateu com o gol sofrido e foi ao ataque e por duas vezes esteve perto de empatar já aos 12 e 13 minutos. Primeiro, após uma roubada uma bola, Kalinic soltou a bomba de fora da área e obrigou De Gea a fazer grande defesa. Já em seguida, em nova bobeada espanhola, desta vez do goleiro na saída de bola, Rakitic pegou o rebote e arriscou o chute de cobertura de fora da área. Caprichosamente, a bola bateu no travessão e depois na trave direita de De Gea, que ficou apenas na torcida para ela não entrar.
E o meia Perisic começou a se tornar decisivo para a Croácia ainda na primeira etapa. Oito minutos após levar perigo em uma cabeçada, o meio-campista iniciou a jogada que resultou no gol de empate, já nos acréscimos, aos 46. Após dar dois belos dribles em um defensor pela esquerda, cruzou para Rakitic desviar de cabeça e Kalinic completar com categoria na saída de De Gea.
Na etapa final, a Espanha desperdiçou boa chance de marcar o segundo gol já aos 7 minutos, com Morata desviando uma bola cruzada da esquerda e quase balançando as redes. Com maior volume ofensivo, os espanhóis voltaram a assustar aos 22 minutos após David Silva cobrar escanteio da esquerda e Sergio Ramos cabecear com perigo à esquerda do goleiro Subasic.
E o mesmo Sergio Ramos teve a grande chance de fazer o segundo gol espanhol aos 26 minutos, após a arbitragem assinalar uma penalidade polêmica após Iniesta cruzar na área e David Silva cair na grande área quando era marcado de perto por um croata. O zagueiro foi para a bola e bateu pênalti muito mal, mas Subasic se adiantou muito na pequena área antes da cobrança e agarrou. O juiz, porém, ignorou a irregularidade.
Quando a liderança do Grupo D parecia certa para a Espanha, a Croácia acabou obtendo a virada aos 41 minutos. Em rápido contra-ataque, Perisic recebeu pela esquerda, invadiu a área e chutou cruzado para vencer De Gea. No finalzinho, David Silva ainda quase empatou, mas os croatas se salvaram após chute cruzado.
Além da derrota que forçou o reencontro com a Itália nas oitavas de final da Eurocopa, a Espanha ainda amargou uma polêmica envolvendo um dos seus principais jogadores nesta terça. Durante a execução do hino nacional do país, Piqué, zagueiro do Barcelona, que é catalão, foi visto fazendo um gesto obsceno no qual exibiu o dedo médio da mão direita enquanto apoiava a mesma no ombro de um companheiro. Ele foi alvo de críticas e seu gesto gerou várias interpretações, até pelo fato de que a região da Catalunha ainda luta para se tornar um país independente.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia