Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 16 de junho de 2016. Atualizado às 16h01.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

eurocopa

16/06/2016 - 16h01min. Alterada em 16/06 às 16h01min

Em jogo com chuva de granizo, Irlanda do Norte vence e complica a Ucrânia

Irlanda do Norte chegou aos três pontos na sua primeira participação na Eurocopa

Irlanda do Norte chegou aos três pontos na sua primeira participação na Eurocopa


JEAN-PHILIPPE KSIAZEK/AFP/JC
No confronto entre duas seleções que haviam perdido na estreia na Eurocopa, a Irlanda do Norte se deu melhor e se recuperou na abertura da segunda rodada do Grupo C ao derrotar a Ucrânia por 2 a 0, em Lyon, numa partida que chegou a ser interrompida pela chuva de granizo durante o segundo tempo, quando saíram os gols do duelo.
Com o triunfo, a Irlanda do Norte chegou aos três pontos na sua primeira participação na Eurocopa, igualando Alemanha e Polônia, que ainda se enfrentam nesta quinta-feira no complemento da rodada, em Saint-Denis. Já a Ucrânia segue sem pontuar e agora tem chances apenas remotas de se classificar para as oitavas de final da Eurocopa.
Na rodada final do Grupo C, na próxima terça-feira, a Irlanda do Norte vai enfrentar a Alemanha em Paris. Já a Ucrânia medirá forças com a Polônia em Marselha.
Precisando de uma vitória contra a Ucrânia, o técnico da Irlanda do Norte, Michael O'Neill, fez cinco alterações em relação à equipe que não conseguiu produzir uma finalização ao gol na derrota para a Polônia por 1 a 0, na sua estreia no Grupo C.
O comando do ataque ficou com Conor Washington, que entrou no lugar de Kyle Lafferty. Os meio-campistas Jamie Ward, Stuart Dallas e Corry Evans também começaram jogando, nas vagas de Chris Baird, Paddy McNair, e Shane Ferguson. Já Aaron Hughes disputou a sua 101ª partida pela Irlanda do Norte, deixando Conor McLaughlin no banco.
Além disso, os jogadores da Irlanda do Norte usaram uma braçadeira preta em uma das mangas da camisa, em luto pela morte do torcedor Darren Rodgers, de 24 anos, que sofreu uma queda em Nice, tendo o seu falecimento confirmado um dia após a estreia da sua seleção na Eurocopa.
Também à procura de melhorar a produção ofensiva depois de perder por 2 a 0 para a Alemanha, o técnico ucraniano Mykhailo Fomenko escalou desde o início o atacante Yevhen Seleznyov, na vaga de Roman Zozulya.
As mudanças realizadas pela Irlanda do Norte surtiram mais efeito imediato, tanto que a equipe criou as principais oportunidades de gol do primeiro tempo, mesmo que a Ucrânia tenha controlado mais a posse da bola. E logo aos quatro minutos, a equipe ameaçou com Dallas, mas Pyatov fez a defesa.
A principal chance da Irlanda do Norte e do primeiro tempo surgiu aos 34 minutos, quando, após cobrança de escanteio, Cathcart cabeceou forte, com a bola passando por cima da meta da Ucrânia, que foi pouco efetiva, sem conseguir ameaçar os adversários em um primeiro tempo sem muitas emoções.
Os grandes momentos do jogo, então, ficaram reservados para a segunda etapa. E a Irlanda do Norte abriu o placar logo aos quatro minutos, com McAuley, que marcou de cabeça após cobrança de falta.
A partir daí, a Ucrânia tentou pressionar a Irlanda do Norte e teve chances principalmente em jogadas de bola parada. Na principal delas, aos seis minutos, McGovern fez grande defesa após cabeceio de Seleznyov.
A partida chegou a ser paralisada por alguns minutos em razão da chuva de granizo que atingiu Lyon, mas a retomada do jogo não mudou o cenário, com a Ucrânia sendo mais ofensiva, em busca do empate, mas criando pouco, pela falta de criatividade do seu time. Além disso, os ucranianos falhavam nas finalizações ou paravam em McGovern.
Foi assim aos 25 minutos, quando Seleznyov ajeitou de peito e Kovalenko chutou para fora. Já aos 43, Yarmolenko exigiu uma grande defesa de McGovern em finalização de fora da área.
E quem acabou marcando foi a Irlanda do Norte. Aos 51 minutos, em bela jogada pela direita, Dallas bateu forte da entrada da área, Pyatov espalmou e McGinn pegou o rebote, definindo o triunfo da Irlanda do Norte.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia