Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 12 de junho de 2016. Atualizado às 19h03.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Eurocopa

12/06/2016 - 19h03min. Alterada em 12/06 às 19h03min

Alemanha estreia na Eurocopa com vitória e manutenção invencibilidade diante da Ucrânia

Schweinsteiger comemora o seu gol, o segundo da vitória da Alemanha

Schweinsteiger comemora o seu gol, o segundo da vitória da Alemanha


PATRIK STOLLARZ/AFP/JC
Em busca de se tornar a única seleção tetracampeã da Eurocopa, a Alemanha estreou no torneio neste domingo (12) com uma vitória por 2 a 0 sobre a Ucrânia, em Lille. Os gols marcados por Mustafi e Schweinsteiger garantiram a manutenção do tabu de a seleção alemã nunca ter perdido para os ucranianos.
Com o triunfo sobre a Ucrânia, a Alemanha foi a três pontos, na ponta do Grupo C, ao lado da Polônia, que superou a Irlanda do Norte pelo mesmo placar, horas mais cedo neste domingo. A segunda rodada da chave acontece na próxima quinta-feira, com Ucrânia x Irlanda do Norte e Alemanha x Polônia.
Em uma partida com início bem equilibrado, a primeira oportunidade de gol surgiu para a Alemanha aos 12 minutos. Draxler cruzou para Müller, que passou para Hector, mas a finalização saiu ruim.
Sete minutos depois, Mustafi abriu o placar. Em cobrança de falta de Kroos pela intermediária no lado direito, o zagueiro subiu mais que a zaga ucraniana e testou firme para as redes.
Atordoada com o gol sofrido, a Ucrânia só conseguiu responder aos 26 minutos, quando Khacheridi obrigou Neuer a fazer a primeira defesa difícil. Em seguida, foi a vez de o goleiro Pyatov parar um ataque da Alemanha ao fechar bem o ângulo em finalização de Khedira.
Pouco antes do intervalo, a Ucrânia partiu para cima acreditando que poderia marcar o gol de empate. Aos 36, Konoplyanla apareceu sozinho para finalizar pela esquerda e o zagueiro Boateng salvou em cima da linha. No minuto seguinte, Fedeskiy balançou as redes, mas a arbitragem viu impedimento no lance. Tudo igual após 45 minutos.
Na segunda etapa, a Alemanha apareceu disposta a não deixar a Ucrânia gostar do jogo e começou a levar perigo ao gol de Pyatov. Aos dois minutos, o goleiro defendeu bom chute de Draxler. Já aos seis, Kroos chutou de longe com perigo. O time ucraniano respondeu aos 11, quando Rakitskiy bateu de fora da área e Neuer mandou para escanteio.
Com o passar do tempo, a Alemanha passou a administrar o resultado e tocar a bola no campo de defesa. Quando encontrava espaço, buscava a finalização. Khedira, Müller e Özil tiveram chances de marcar o segundo, mas pararam em boas defesas do arqueiro.
Aos 44 minutos do segundo tempo, o técnico Joachim Löw colocou Schweinsteiger no lugar do jovem Götze. Já nos acréscimos, após rápido contra-ataque, Özil tocou na medida e o veterano que havia acabado de entrar deu números finais ao marcador.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia