Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 09 de junho de 2016. Atualizado às 19h14.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

fórmula 1

09/06/2016 - 19h14min. Alterada em 09/06 às 19h14min

Massa prevê Williams forte no Canadá e quer brigar por pódio domingo

A temporada 2016 tem sido regular para Felipe Massa na Fórmula 1. O piloto brasileiro é o único da categoria a ter pontuado em todas as seis etapas do calendário, mas ainda não conseguiu um pódio neste ano. É esta sina que ele pretende encerrar no GP do Canadá, que acontece neste domingo, em Montreal.
"Eu realmente espero que possamos ser competitivos nesta pista. Não só aqui, como Baku e Áustria (sedes das próximas duas etapas) podem ser positivos para nós. Então, estou acreditando que nesta próxima corrida possamos estar fortes, talvez lutando entre os cinco primeiros, talvez no pódio, porque é isso que queremos e tentaremos", declarou nesta quinta-feira.
Massa é o sétimo colocado do Mundial de Pilotos com 37 pontos, mas vem de uma prova decepcionante em Mônaco, onde terminou na décima colocação. O brasileiro também está à frente de seu companheiro de Williams, Valtteri Bottas, que é o oitavo, mas não parece muito animado com os resultados da temporada.
"Bom, satisfeito, quando se marca um ponto, não é a resposta certa. Eu realmente espero marcar mais pontos do que temos conseguido. Sempre quero mais. Estamos no lado consistente em termos de pontos marcados, mas precisamos trabalhar para conseguir um pouco mais que um ponto e chegar mais perto dos primeiros cinco lugares em cada corrida", comentou.
O piloto admitiu que o traçado de Montecarlo foi prejudicial à Williams, mas manifestou a confiança de que no Canadá o carro se comporte melhor. "Definitivamente, Mônaco não foi a melhor pista para nós, mas estou realmente ansioso para estar competitivo aqui e nas próximas corridas para voltar à briga."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia