Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 30 de junho de 2016. Atualizado às 22h55.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura

Notícia da edição impressa de 01/07/2016. Alterada em 30/06 às 21h11min

Despesas de estados sobem 13,9% em termos nominais no 1º trimestre de 2016

Os governos estaduais obtiveram R$ 191,806 bilhões em receitas com impostos, contribuições sociais e transferências no primeiro trimestre de 2016, uma alta nominal de 5,5% ante igual período de 2015. Já as despesas somaram R$ 209,359 bilhões nos três primeiros meses do ano, um avanço nominal de 13,9%. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pelo Tesouro Nacional, que publicou o primeiro Boletim de Estatísticas Fiscais Trimestrais do Governo Geral brasileiro.
O trabalho é fruto de parceria entre a STN, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e tem como objetivo "ampliar a transparência por meio do aperfeiçoamento das estatísticas fiscais no Brasil". A publicação traz ainda detalhamentos de receitas e despesas de estados e municípios.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia