Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 29 de junho de 2016. Atualizado às 16h27.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Trabalho

29/06/2016 - 16h27min. Alterada em 29/06 às 16h27min

Desemprego na Região Metropolitana de Porto Alegre tem leve queda em maio

Desemprego no mês de abril atingiu 198 mil pessoas

Foi a maior queda de ocupados para o mês de maio na série


Marcelo G. Ribeiro/JC
A taxa de desemprego na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA) apresentou leve queda entre abril e maio de 2016, passando de 10,5% para 10,2%. Com o resultado, a região mantém a taxa de desemprego mais baixa entre as Regiões Metropolitanas pesquisadas.
Na comparação anual para os meses de maio, a queda no número de ocupados é a maior desde o início da série, em 1994. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (29), na Pesquisa de Emprego e Desemprego na Região Metropolitana de Porto Alegre (PED-RMPA).
Em maio, o número total de desempregados foi de 195 mil pessoas, menos 3 mil que os 198 mil registros do mês anterior. O resultado se deve à elevação do nível ocupacional, com a entrada de 32 mil pessoas, ou 1,7% no mês. O total estimado em maio foi de 1.721 mil ocupados.
O aumento no nível de ocupação foi observado em todos os principais setores de atividade econômica. A indústria de transformação registrou mais 12 mil ocupados (4,5%) em maio, seguido pelo setor de serviços, com mais 12 mil ocupados (1,2%), e a construção, com mais 6 mil ocupados (5,2%).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia