Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 27 de junho de 2016. Atualizado às 14h44.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura Internacional

27/06/2016 - 14h44min. Alterada em 27/06 às 14h44min

Crescimento da China ficará dentro da meta este ano, diz premiê

O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, afirmou hoje estar confiante de que o crescimento do país pode ficar estável e dentro da meta este ano, apesar de incertezas como a decisão recente do Reino Unido de deixar a União Europeia.
Li pediu paciência aos investidores globais afirmando que, apesar das flutuações de curto-prazo, a economia da China irá manter um crescimento de longo prazo estável através de reformas estruturais.
"Nós temos ferramentas o suficiente para lidar com esses desafios", disse.
O dirigente lembrou que a proporção entre a dívida do governo e o Produto Interno Bruto (PIB), atualmente em 40%, é pequena em relação a de outros países, o que abre espaço a mais medidas fiscais. Ele acrescentou também que o yuan não deve se depreciar no longo prazo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia