Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 16 de junho de 2016. Atualizado às 19h14.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

energia

16/06/2016 - 19h09min. Alterada em 16/06 às 19h14min

Eletronuclear fará parada programada de Angra 1 a partir de sábado

A Eletronuclear informou em nota que irá desconectar no sábado (18), a usina Angra 1 do Sistema Interligado Nacional (SIN) para reabastecimento de combustível. A empresa informou que a parada é programada, feita em acordo com o Operador Nacional do Sistema (ONS) e deve durar 37 dias.
Segundo a companhia, cerca de um terço do combustível nuclear será recarregado. Também estão previstas atividades de inspeção e manutenção periódicas, além da instalação de modificações de projeto que precisam ser feitas com a usina desligada. "Durante o período, o ONS gerenciará o sistema interligado de forma a garantir o abastecimento seguro de energia elétrica", diz.
Entre as cerca de 3.900 tarefas planejadas para o período, serão feitos reabastecimento do reator com 40 novos elementos combustíveis, inspeção de soldas do vaso do reator, revisão dos selos de uma das bombas de refrigeração do reator, aplicação de ultrassom numa das turbinas de baixa pressão, troca de juntas de expansão das turbinas, entre outras atividades.
A companhia diz na nota que as paradas para reabastecimento ocorrem a cada 12 meses, aproximadamente, e são programadas com pelo menos um ano de antecedência, levando-se em consideração a duração do combustível nuclear e as necessidades do SIN.
"Neste ano, em especial, o planejamento também precisou considerar a realização das Olimpíadas do Rio de Janeiro, de modo a não comprometer o fornecimento de energia durante o período dos jogos", explicou.
A Eletronuclear declarou ainda que foram contratadas empresas nacionais e internacionais que irão disponibilizar 1.200 profissionais, sendo 87 estrangeiros. Os trabalhadores vão atuar em conjunto com os técnicos da Eletronuclear.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia