Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de dezembro de 2016. Atualizado às 17h19.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Petróleo

Notícia da edição impressa de 09/06/2016. Alterada em 27/12 às 18h21min

Transpetro será dividida em duas para venda

Subsidiária de logística administra frota de 55 navios petroleiros, 14 mil quilômetros de dutos e 49 terminais de armazenamento de petróleo

Subsidiária de logística administra frota de 55 navios petroleiros, 14 mil quilômetros de dutos e 49 terminais de armazenamento de petróleo


STEFERSON FARIA/AG.PETROBRAS/JC
Com o ex-presidente, Sérgio Machado, no centro de escândalos ligados à cúpula do PMDB, a Transpetro, subsidiária de logística da Petrobras, é o próximo foco do desinvestimentos da estatal. Com aval do governo interino, o presidente da petroleira, Pedro Parente, deverá acelerar o processo de reestruturação na empresa, com a divisão em duas áreas de negócio. Segundo fontes, a Petrobras deverá abrir mão do controle da empresa.
Dois comitês, batizados internamente de Olinda e Ipanema, analisam a venda de ativos da área naval e de infraestrutura terrestre, como terminais e a malha de dutos. Junto com a BR Distribuidora e a Liquigás, a Transpetro é um dos projetos considerados "prontos" para negociação, mas não há prazo definido ainda.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia